27 de abril de 2017

Resenha: Mitologia Nórdica por Neil Gaiman

Do início do mundo ao crepúsculo do deuses.

Título: Mitologia Nórdica
Autor: Neil Gaiman
Editora: Intrínseca
Ano: 2017
Páginas: 288
Onde comprar: Amazon | Livraria Cultura | SaraivaSubmarino 
Fascinado por essa mitologia desde a infância, o autor compôs uma coletânea de quinze contos que começa com a narração da origem do mundo e mostra a relação conturbada entre deuses, gigantes e anões, indo até o Ragnarök, o assustador cenário do apocalipse que vai levar ao fim no mundo. Às vezes intensos e sombrios, outras vezes divertidos e heroicos, os contos retratam tempos longínquos em que os feitos dos deuses eram contados ao redor da fogueira em noites frias e estreladas.


Bem vindos ao Valhalla dos livros, nobres escandinavos! Hoje vos trago o mestre dos Perpétuos contando uma história um pouco diferente, pois dessa vez Gaiman nos trás a sua visão do contos nórdicos!

Pela raiz grega de onde nossa língua deriva, acabamos por não conhecermos outras mitologias, tendo nosso campo de visão fechado na cultura helênica,contudo, portanto, todavia, há outras infinidades de histórias que não nos foram contados (ainda bem) e que podemos conhecer através de obras como essa. Ao contrário da mitologia grega que possui um acervo enorme sobre a descrição dos costumes e a relação dos deuses com os mortais, sobrou muito pouco de literatura nórdica para nos introduzirmos ao universo. Por isso da importância de obras como essa que buscam resgatar culturas fragmentadas ao longo do tempo.

Nessa edição capa dura com arte sensacional somos introduzidos aos principais contos da mitologia nórdica, passando esquisitíssima origem do universo até ao Ragnarok, ou fim de tudo. As histórias são um prato cheio para os adoradores de fantasias medievais e histórias épicas, com grandes heróis, grandes eventos e personagens caricatos.

Antes de tudo, se as imagens que você tem sobre os deuses nórdicos são as infantis e bobas oferecidas pelo Universo Marvel cuide de desconstruir. Pois aqui temos deuses invejosos, traidores e sorrateiros, ao mesmo tempo em que se mostram nobres, justos e cheio de boas intenções no parágrafo anterior.

Aqui os deuses são divididos entre os Aesir, deuses combatentes e guerreiros, e os Vanir, deuses responsáveis pela fertilidade e natureza. E naturalmente rivais, pelo menos até o tratado de paz ser decretado entre os dois clãs.

O panteão principal e foco dos contos de Gaiman são os Aesir, nele estão inseridas figuras como Odin e seus filhos, Thor e Balder. Loki filho do gigante de gelo Laufey, também considerado como irmão de criação de Odin. Outros deuses como Heimdall, Frigga e Tyr também são elementos principais dos contos da obra.

Encontrarás na escrita incrível do Neil Gaiman como Odin sacrificou a si mesmo para ganhar o título de Pai de Todos.

Saberás qual o valor da sabedoria. Como e quem ousou roubar o Mjölnir, o martelo de Thor. Como Loki enganou deuses e anões para não perder a cabeça. Como tudo tem um fim e nem sempre ele é feliz. (puff)

Por falar em finais, guarde os finais felizes para os contos da Disney, aqui o universo já tem data de término, a destruição é eminente e trágica. A inevitabilidade dos eventos é um fardo para todos os vivos e os mortos.

Bem, apesar de ser escrito por Neil, apesar de ser sobre Mitologia Nórdica, apesar, apesar, apesar, ainda acho um livro muito superficial. Meio que pelo livro ser montado em contos, não abre espaço para aprofundar-se nos personagens ou desenvolvê-los. Questões mais complicadas, complexas não conseguem serem elaboradas dando a intenção de histórias rasas e picotadas, que por um lado é vantajoso para quem quer uma história rápida e divertida, mas por outro faz um desserviço a oportunidade de contar histórias apaixonantes da mitologia.

Enfim, se você é um fã de mitologias, seja nórdica, grega, egípcia, whatever, é uma leitura que recomendo fortemente. Para você que não é muito fã, recomendo mais ainda, quem sabe através dessa adaptação de contos escandinavos você não se apaixone também.

Espero ver vocês todos antes que o Lobo engula o Sol e Lua. Um abraço e até a próxima!

PS.: A capa é mais bonita pessoalmente, pode acreditar. (;

Nada disso importa. O mundo está em chamas. - responderá Loki. - Os mortais estão mortos. Midgard foi destruída. Eu venci! Pág. 271


--- Juão Lucas ---

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre.

- Caso tenha uma pergunta deixe seu e-mail abaixo que respondo assim que o comentário for lido.

- Caso sua mensagem não tenha relação com o post, envie para o e-mail.



ATUALIZAÇÕES DO INSTAGRAM