Resenha: E Não Sobrou Nenhum por Agatha Christie

Dez pessoas aparentemente sem nenhum ponto em comum, uma ilha inóspita afastada da civilização, um milionário misterioso e uma certeza, ninguém vai ficar vivo!

Título: E Não Sobrou Nenhum
Autora: Agatha Christie
Editora: Globo Livros
Ano: 2014
Páginas: 400
Onde comprar: Amazon | Livraria Cultura | Submarino
Sinopse: "Uma ilha misteriosa, um poema infantil, dez soldadinhos de porcelana e muito suspense são os ingredientes com que Agatha Christie constrói seu romance mais importante. Na ilha do Soldado, antiga propriedade de um milionário norte-americano, dez pessoas sem nenhuma ligação aparente são confrontadas por uma voz misteriosa com fatos marcantes de seus passados. Convidados pelo misterioso mr. Owen, nenhum dos presentes tem muita certeza de por que estão ali, a despeito de conjecturas pouco convincentes que os leva a crer que passariam um agradável período de descanso em mordomia. Entretanto, já na primeira noite, o mistério e o suspense se abatem sobre eles e, num instante, todos são suspeitos, todos são vítimas e todos são culpados. É neste clima de tensão e desconforto que as mortes inexplicáveis começam e, sem comunicação com o continente devido a uma forte tempestade, a estadia transforma-se em um pesadelo. Todos se perguntam: quem é o misterioso anfitrião, mr. Owen? Existe mais alguém na ilha? O assassino pode ser um dos convidados? Que mente ardilosa teria preparado um crime tão complexo? E, sobretudo, por quê? São essas e outras perguntas que o leitor será desafiado a resolver neste fabuloso romance de Agatha Christie, que envolve os espíritos mais perspicazes num complexo emaranhado de situações, lembranças e acusações na busca deste sagaz assassino. Medo, confinamento e angústia: que o leitor descubra por si mesmo porque E não sobrou nenhum foi eleito o melhor romance policial de todos os tempos."

130 anos de Agatha Christie: Curiosidades sobre a escritora


E para o profundo horror do patriarcado, o principal nome da literatura policial é uma mulher!

Há 130 anos, com um pai americano com grandezas vitorianas e uma vida aparentemente já planejada, nascia Agatha Mary Clarissa Miller. Com uma educação totalmente doméstica seu pai, Frederick Miller, almejava que a filha seguisse a carreira musical, como cantora lírica ou mesmo pianista, mas a garota preferiu dar uma atenção à caneta, escrevendo poemas e contos.

Em 1914, Agatha conhece e se casa com o coronel Archibald Christie, e adora o nome do marido. Ao estourar a Primeira Guerra Mundial, Agatha torna-se enfermeira voluntária no Exército da Cruz Vermelha, onde começa a ter contato com diversos refugiados, dentre eles vários belgas, que futuramente lhe dariam inspiração para um certo detetive petulante... 

Resenha: Fique Comigo por Ayòbámi Adébáyò

A Leitura Coletiva promovida pelo Blog Mundo dos Livros no Instagram no mês de agosto me levou numa viagem através do tempo e do espaço, me permitindo transgredir muitas barreiras culturais e apreciar um romance que dificilmente chegaria às minhas mãos de outra forma. 

Título: Fique Comigo
Autora: Ayòbámi Adébáyò
Editora: HarperCollins
Ano: 2019
Páginas: 240
Onde comprar: Amazon | Livraria Cultura | Submarino
Sinopse: "Finalista do Baileys Women’s Prize for Fiction, este romance de estreia inesquecível ambientado na Nigéria dá voz a marido e esposa enquanto eles contam a história de seu casamento ― e as forças que ameaçam destruí-lo. Yejide e Akin se apaixonaram na faculdade e logo se casaram. Apesar de muitos terem esperado que Akin tivesse várias esposas, ele e Yejide sempre concordaram que o marido não seria poligâmico. Porém, após quatro anos de casamento ― e de se consultar com médicos especialistas em fertilidade e curandeiros, tomar chás estranhos e buscar outras curas improváveis ―, Yejide não consegue engravidar. Ela está certa de que ainda há tempo, mas então a família do marido aparece na sua casa com uma jovem moça que eles apresentam como a segunda esposa de Akin. Furiosa, chocada e lívida de ciúmes, Yejide sabe que o único modo de salvar seu casamento é engravidar. O que, enfim, ela consegue ― mas a um custo muito maior do que poderia ter imaginado. Um romance eletrizante e de enorme poder emocional, Fique comigo não apenas debate as questões familiares da sociedade nigeriana, como também demostra com realismo as mazelas e as dificuldades políticas enfrentadas pela população desse país nos anos 1980. No entanto, acima de tudo, o livro faz a pergunta: o quanto estamos dispostos a sacrificar em nome da nossa família?"

Confissões de uma Blogueira em Crise: O fim dos blogs literários?


Em julho deste ano o blog Mundo dos Livros completou 10 anos de existência. E a verdade é que eu nunca imaginei que ficaria tanto tempo na internet falando sobre livros. Durante esses anos muitas coisas mudaram. E sim, eu sei que essas transformações são naturais. No entanto, é com certa dificuldade que enxergo o futuro dos blogs literários.

Há alguns anos os blogs eram o principal meio de comunicação entre leitores. Uma plataforma simples e pouco onerosa, que permitia que uma infinidade de pessoas ao redor do mundo se conectassem por meio de sua paixão: o fantástico mundo dos livros.

A existência do blog acompanhou os anos dourados dessa mídia e, graças ao tempo e dedicação que sempre tive com esse espaço junto com amigos maravilhosos, alcançamos marcas incríveis, como, por exemplo, obter mais de 3 milhões de visualizações totais e possuir resenhas com mais de 30 mil visualizações consideradas individualmente.

Resenha: Uma Mulher no Escuro por Raphael Montes

O quão ferrados podemos nos tornar por atitudes e atos presenciados em nosso passado? Nesse thriller pesado e mega intenso, desconfie até da sua própria sombra...

Título: Uma Mulher no Escuro
Autor: Raphael Montes
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 256
Ano: 2019
Onde comprar: Amazon | Livraria Cultura | Submarino
Sinopse: "Victoria Bravo tinha quatro anos quando um homem invadiu sua casa e matou sua família a facadas, pichando seus rostos com tinta preta. Única sobrevivente, ela agora é uma jovem solitária e tímida, com pesadelos frequentes e sérias dificuldades para se relacionar. Seu refúgio é ficar em casa e observar a vida alheia pelas janelas do apartamento onde mora, na Lapa, Rio de Janeiro. Mas o passado bate à sua porta, e ela não sabe mais em quem pode confiar. Obrigada a enfrentar sua própria tragédia, Victoria embarca em uma jornada de amadurecimento e descoberta que a levará a zonas obscuras, mas também revelará as possibilidades do amor. Um psiquiatra, um amigo feito pela internet e um possível namorado ― qual dos três homens está usando tudo o que sabe para aterrorizar a vida de Vic? E o que afinal ele quer com ela? Na literatura nacional, Raphael Montes é unanimidade quando se trata de livros de suspense. Uma mulher no escuro traz sua primeira protagonista feminina e confirma o autor como um dos mais originais da atualidade ― além de deixar o leitor intrigado do começo ao fim."