Ensaio: "Este Livro É Gay" e a polêmica da transfobia de J.K. Rowling

E no mês do Orgulho LGBTQI+ vamos falar sobre o assunto em mais um ensaio que além de dica de leitura sobre o tema, também trata da polêmica envolvendo a escritora J.K. Rowling.

Título: Este Livro é Gay
Autor: James Dawson
Editora: Martins Fontes
Ano: 2015
Páginas: 293
Onde comprar: Amazon | Livraria Cultura | Submarino

Sinopse: "Este livro é gay trata de uma questão muito importante e, às vezes, de difícil abordagem entre professores, pais e jovens: a sexualidade. Com um texto muito claro e ilustrações engraçadas, o livro lembra um manual. O autor convida os leitores a refletir, de maneira honesta e sem preconceitos, sobre os desejos sexuais de cada um, defendendo, acima de tudo, o respeito às escolhas."

Resenha Especial: O Fantasma da Ópera por Gaston Leroux

Porque o melhor musical do mundo obviamente ia ter inspiração em um livro maravilhoso...

Título: O Fantasma da Ópera
Autor: Gaston Leroux
Editora: Zahar
Ano: 2019
Páginas: 320
Onde comprar: Amazon | Livraria Cultura | Submarino
Sinopse: "A clássica história de um triângulo amoroso que deu origem ao musical de maior sucesso da Broadway. Pela Ópera de Paris circulam bailarinas, cantores, funcionários... e rumores. Após uma sequência de acontecimentos estranhos e funestos, a nova direção da casa passa a levar a sério o que até ali julgara impossível: um fantasma assombra o teatro. Criatura mutilada e de passado enigmático, arquiteto de trotes e tragédias, o Fantasma da Ópera habita os labirínticos porões da construção e usa sua voz, suas lições e seu poder para seduzir a cantora Christine Daaé. Mas, quando ela rompe o pacto implícito entre eles, é arrastada para o subterrâneo – numa espiral de mistério, horror e música. Romance francês de ficção gótica, parcialmente inspirado em fatos históricos ligados à Ópera de Paris no século XIX, O Fantasma da Ópera mescla um triângulo amoroso com um thriller repleto de intrigas e inspirações diabólicas. Ingredientes que, quase duzentos anos após a publicação do livro, seriam recombinados no musical de maior sucesso da Broadway, em cartaz desde 1986.'"

Ensaio: "Pequeno Manual Antirracista" e o Racismo Estrutural no Brasil - Vidas Negras Importam?

Esse será apenas um ensaio, onde venho trazer a problemática racista e a resenha do livro “Pequeno Manual Antirracista” da filósofa feminista negra Djamila Ribeiro. 

Título: Pequeno Manual Antirracista
Autora: Djamila Ribeiro
Editora: Companhia das Letras
Ano: 2019
Páginas: 136
Onde comprar: Amazon | Livraria Cultura | Submarino
Sinopse: Neste pequeno manual, a filósofa e ativista Djamila Ribeiro trata de temas como atualidade do racismo, negritude, branquitude, violência racial, cultura, desejos e afetos. Em dez capítulos curtos e contundentes, a autora apresenta caminhos de reflexão para aqueles que queiram aprofundar sua percepção sobre discriminações racistas estruturais e assumir a responsabilidade pela transformação do estado das coisas. Já há muitos anos se solidifica a percepção de que o racismo está arraigado em nossa sociedade, criando desigualdades e abismos sociais: trata-se de um sistema de opressão que nega direitos, e não um simples ato de vontade de um sujeito. Reconhecer as raízes e o impacto do racismo pode ser paralisante. Afinal, como enfrentar um monstro desse tamanho? Djamila Ribeiro argumenta que a prática antirracista é urgente e se dá nas atitudes mais cotidianas. E mais ainda: é uma luta de todas e todos.

Resenha Especial: A Dama das Camélias por Alexandre Dumas Filho

Quase 200 anos depois e nossos relacionamentos seguem tão doentes quanto os da Paris Romântica...

Título: A Dama das Camélias
Autor: Alexandre Dumas Filho
Editora: Martin Claret
Ano: 2014
Páginas: 248
Onde comprar: Amazon | Livraria Cultura | Submarino
Sinopse: "Alexandre Dumas Filho escreveu, a partir de uma experiência pessoal, a mais famosa história de amor de uma cortesã, A dama das camélias (1848). Por meio do uso de uma descrição detalhada e realista narra a bela e proibida história de amor de Marguerite Gautier e Armand Duval, jovem estudante burguês, porém o casal lutará entre o amor verdadeiro e os deveres sociais. Este romance de tese é e sempre será um clássico da literatura mundial, tendo inúmeras adaptações para cinema e teatro e foi com esse último formato que ganhou grande visibilidade. A obra é um documento social, mas sobretudo um belo hino ao Amor."

Resenha Especial: Os Sofrimentos do Jovem Werther por Johann Wolfgang von Goethe

Estamos em plena pandemia e, segundo a maioria das pessoas, seria melhor realizar leituras leves. No entanto, me prôpus a realizar leituras que durante muito tempo eu adiei, como é o caso de "Os Sofrimentos do Jovem Werther", a obra precursora do romantismo e que me deixou completamente rendida aos meus sentimentos mais profundos.

Título: Os Sofrimentos do Jovem Werther
Autor: Johann Wolfgang von Goethe
Editora: Estação Liberdade*
Páginas: 200
Ano: 2009
Onde comprar: Amazon | Americanas | Livraria Cultura | Submarino
Sinopse: O romance mais famoso da literatura alemã, "Os sofrimentos do Jovem Werther" é a história (contada em cartas) de uma paixão cujo limite é a própria morte. É a negação de um homem em relação à sociedade e ao mundo despido dos valores emocionais. Quando de seu lançamento em 1774, esta obra-prima gerou uma onda de suicídios entre os jovens que se identificavam com o destino trágico de Werther.