15 de novembro de 2016

Resenha: O Erro por Elle Kennedy

Histórias para serem lidas em um dia e que fazem o leitor mergulhar romances tórridos. É bem essa a proposta de Elle Kennedy com a sua série "Amores Improváveis" e é sobre o segundo livro dela que nós vamos conversar hoje.

Título: O Erro
Série: Amores Improváveis #2
Autor (a): Elle Kennedy
Editora: Paralela
Ano: 2016
Páginas: 279
Onde comprar: Amazon | Saraiva | Submarino
Logan parece viver uma vida de sonhos. Com um talento incrível para jogar hóquei e um charme inato para conquistar mulheres, ele é uma das maiores estrelas da universidade de Briar. Mas por trás do característico sorriso maroto, ele esconde duas grandes angústias – a primeira, estar apaixonado pela namorada de seu melhor amigo. A segunda, saber que sua vida, após a formatura, se tornará um beco sem saída. Um dia, por acaso, ele conhece Grace, uma garota tão encantadora quanto intrigante. Tudo nela parece ser original e deliciosamente contraditório – tímida, mas ao mesmo tempo vibrante. Doce, mas ao mesmo tempo forte e confiante. A cada encontro, Logan se vê mais e mais envolvido. Mas um grande erro colocará o relacionamento desses dois jovens em risco. Agora, Logan terá que se esforçar para reconquistar Grace – nem que para isso ele precise amadurecer e encarar de frente as suas questões mais profundas e doloridas.


Logan tem tudo o que os caras de sua idade desejam: talento e beleza. O que quer dizer que ele atrai para si uma legião de mulheres que parece não ter fim. Nada disso seria um problema para ele se a única mulher que ele desejasse não estivesse seriamente comprometida com o seu melhor amigo. Determinado a esconder esses sentimentos, ele mergulha de cabeça em uma vida de devassidão, onde o sexo é a única coisa que o deixa sob controle quando ele está longe das quadras de hóquei. Ele não esperava que essa situação mudasse, já que nunca passou por sua cabeça ter algo mais que uma noite quente com as garotas que passaram por suas mãos. Pelo menos foi isso que ele imaginou até o momento em que Grace entrou em sua vida.

Grace sempre foi uma boa garota. Filha de um professor universitário e de uma artista maluquinha, ninguém esperava que ela fosse menos do que perfeita. Quando ela entrou na universidade, viu ali a chance de se libertar dos estigmas da época de escola e da sombra de ser a amiga careta de Ramona, uma garota ousada e que parecia ser tudo o que ela jamais seria. Mas não foi isso o que aconteceu, o primeiro ano já estava no final e ela continuava do mesmo jeito de sempre: sendo uma sombra de Ramona. Entretanto, um erro acaba colocando-a em uma situação da qual jamais imaginou, pois ninguém menos que o deus do hóquei, Logan, apareceu na porta do seu quarto. Ela não sabia onde aquilo iria lhe levar, mas de repente ideias bem indecentes começam a passar pela sua cabeça.

Assim como aconteceu em "O Acordo", nós temos um ambiente universitário bem explorado e que mostra bem como as coisas se desenrolam quando muitos jovens estão juntos. Entretanto, há de se dizer que esse é um possível retrato do que é a universidade americana porque no nosso país muitas dessas situações são simplesmente impossíveis de acontecer. O que de maneira alguma é um problema, já que vemos muito do que estamos acostumados a ver em filmes e séries de modo que tudo é bem familiar para o leitor, especialmente para aqueles que curtem uma leitura juvenil. Não encontrei nenhuma grande novidade com relação ao livro anterior da série "Amores Improváveis", apenas personagens diferentes cometendo burradas distintas.

Sim, meus caros! Há muitos erros nesse livro. Nunca vi personagens tão cabeças-duras quanto esses. Se de um lado temos um jogador que está acostumado a ser o centro das atenções, mas que não saiba o que é ser verdadeiramente o universo de alguém. Do outro temos uma garota que não se imagina tendo uma diversão passageira e que deseja de todo o coração transformar algo casual em um romance sério. Essa falta de conexão com o que ambos querem compõe a principal problemática dessa história que dá ao leitor uma visão muito ampla dos sentimentos dos personagens. Como já é típico dessa série, há muitas cenas quentes e algumas ainda mais picantes do que no livro anterior. Sem sombra de dúvidas esse é um casal que curte umas brincadeirinhas para apimentar a relação.

Outro ponto que também foi bastante perceptível, foi a inserção de situações mais dramáticas na história, principalmente com relação ao Logan que se vê em um problema familiar que pode ameaçar o seu futuro. O que nos leva aquela mesma conclusão que tive quando li o primeiro livro da série: a de que Elle Kennedy escreve histórias extremamente fluidas e que são capazes de prender o leitor do início ao fim, porém, lhe falta aquele a mais para fazer com que a história se perpetue na cabeça de quem lê. A minha crítica não é ao gênero em si, já que depois de passar tanto tempo olhando de modo enviesado para os livros new adult, me deparei com certas histórias que simplesmente me fizeram pirar, o ponto que quero atentar é, portanto, ao que resta para o leitor após fechar o livro e infelizmente, "O Erro" não deixou muito mais em mim a não ser a impressão de que li um texto divertido sim, mas extremamente previsível.

- O que você está fazendo? - sussurro.
- Você estava me olhando como se quisesse um beijo.
Seus olhos azuis ficam semicerrados.
- Então, estava pensando em fazer isso.
Pág. 31

--- Isabelle Vitorino ---

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre.

- Caso tenha uma pergunta deixe seu e-mail abaixo que respondo assim que o comentário for lido.

- Caso sua mensagem não tenha relação com o post, envie para o e-mail.



ATUALIZAÇÕES DO INSTAGRAM