1 de dezembro de 2015

Resenha: Sweet por Tammara Webber

Tammara Webber é uma das poucas autoras do gênero new adult que sempre desejo ler seus livros. Entretanto, apesar da doçura de suas histórias, a cada obra que leio fico mais dividida entre o que sinto...

Título: Sweet
Série: Contornos do Coração #3
Autor (a): Tammara Webber
Ano: 2015
Páginas: 322
Onde comprar: Saraiva
Boyce Wynn é um cara ferido e selvagem, mas resiliente. Pearl Frank sempre foi uma garota obediente, mas agora está inquieta. Quando volta para sua cidadezinha, em crise com sua escolha profissional, Pearl tem duas certezas: Boyce é exatamente aquilo que ela deveria evitar — e tudo o que ela mais quer. Ele é rebelde e barulhento. Indiferente ao que as pessoas pensam dele. Intenso. Forte. Perigoso. Mas Boyce tem mais uma característica — algo que ele esconde de todos, exceto de Pearl: ele é doce. Neste volume da série Contornos do Coração, você vai conhecer a história de dois amigos conforme eles descobrem que sempre foram mais que isso — além de rever personagens conhecidos, como Lucas e Jacqueline.

A vida de Boyce nunca foi fácil. Com um pai abusivo, uma mãe que desapereceu sem vestígios e um irmão morto, ele não é exatamente o cara mais feliz que alguém pode encontrar. Suas feridas são muitas, mas ele tenta curá-las através do seu trabalho, já que mesmo sem ter talento para muita coisa, ele pode se orgulhar de conhecer a mecânica de um carro como ninguém. Quando seu pai finalmente morre, ele não está triste nem sequer pensa que as coisas poderiam ser diferentes. Não. Pela primeira vez em sua vida ele se sente liberto para viver a sua vida e construir uma história só sua. Mas quando Pearl, a garota da sua infância, volta para casa, ele percebe que as reviravoltas mais inesperadas podem também ser as mais doces.

Ser a garota que a sua mãe quis que ela fosse, nunca foi algo difícil para Pearl, porém, quando ela tem que escolher entre seguir os conselhos de sua mãe e estudar medicina em uma universidade renomada ou voltar para o seu lar e estudar a vida marinha como deseja, as coisas nunca poderiam parecer ser mais difíceis. Até porque não era apenas a sua querida mãe que ela iria decepcionar, seu ex namorado e a cena que ele fez no dormitório estudantil foram provas suficientes para ela perceber que seguir seus sonhos pode ser mais duro do que um dia ela imaginou. O que diminuía seu medo era saber que teria o apoio sincero de Boyce, o garoto problemático que sempre fora o seu grande amor. Entretanto, por mais que ela quisesse, não podia confiar novamente nos sentimentos dele, não se ela quisesse sair com o coração ileso.

Quando li "Easy" fiquei chocada com o poder da autora em me prender em sua história e amar a sua narrativa com todas as minhas forças. Naquele momento, ela ganhou uma leitora que ansiava avidamente por todos os seus livros. Ainda não li "Breakable" porque sou relutante em ler histórias iguais sob pontos de vistas diferentes. No entanto, li "Entrelinhas" e nossa, foi a leitura mais frustrante que eu poderia ter! Não consegui enxergar a Tammara Webber naquelas linhas de jeito nenhum. Vocês devem estar se perguntando porque estou dizendo tudo isso, e já vou explicar... A verdade é que todas essas experiências que tive me fizeram ficar muito receosa com relação ao que encontraria em "Sweet" e posso dizer, não estava totalmente errada em sentir isso.

A premissa dessa história segue a mesma linha que o primeiro livro da série "Contornos do Coração" e esse foi um dos pontos que me deixou em alerta a respeito do que viria. Apesar de Pearl ser muito mais decidida com relação ao queria do que Jacqueline, ela não é o tipo de personagem pelo qual o leitor se sente compelido a ter empatia. Faltou vivacidade nela para sobressair nas páginas e apesar de a autora ter explorado bem seus desejos, a sua personalidade não parecia algo tão bem definido. Queria ver seus defeitos também, não só suas qualidades. Quando o assunto é Boyce posso dizer que em uma disputa entre ele e Lucas, ficaria com o último sem pestanejar. Ele é aquele típico cara que fez besteira com a garota que ele ama no passado e que está tentando se redimir com ela (na maioria das vezes o pedido de perdão vem em forma de sexo).

Por causa disso, tive uma sensação muito maior de que estava lendo um new adult. Não havia suavidade por trás do flerte entre Boyce e Pearl, tampouco, uma exploração detalhada de algo a mais que um romance. Pelo menos a autora apostou em leves pontuações acerca do abuso físico e emocional de mulheres pelos seus companheiros. Mas novamente, não foi algo que ela conseguiu fazer tão bem quanto em "Easy". Posso estar soando repetitiva, porém quando se há parâmetros para comparar fica difícil não fazê-lo. Ainda mais quando ao final não ficou nenhuma dúvida de que mesmo a história sendo bem amarrada com uma insinuação ou outra de um clímax, não havia uma tormenta a espera do leitor, mas sim uma maré tranquila e que seria facilmente ultrapassada.

Com isso quero dizer que o livro não vale a leitura, mas sim que ela não deve ser encarada como uma extensão da história de "Easy" nem mesmo como algo semelhante - apesar de comporem a mesma série. Ademais, a bem da verdade, "Sweet" consegue entreter o leitor com facilidade e pode despertar nele a sensação sempre bem-vinda de ler um livro delicado. Realmente não sei se continuarei acompanhando os trabalhos de Tammara Webber, porém, indicaria sim os seus livros para quem gosta de romances quentes onde há muita paixão e desejo recluso, bem como, uma pintada de dramas reais que podem ocorrer com qualquer pessoa, inclusive com você e comigo.

“Você é a melhor coisa que um dia já foi minha.”

--- Isabelle Vitorino ---

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre.

- Caso tenha uma pergunta deixe seu e-mail abaixo que respondo assim que o comentário for lido.

- Caso sua mensagem não tenha relação com o post, envie para o e-mail.



ATUALIZAÇÕES DO INSTAGRAM