26 de novembro de 2015

Resenha Especial: 1001 Fantasmas por Alexandre Dumas

Pessoal, nós iremos fazer a resenha do livro "A Mulher da Gargantilha de Veludo e Outras Histórias" dividido em duas partes, para dar um pouco de profundidade a cada história. Para começarmos, hoje vamos fazer de "1001 Fantasmas", primeira história do livro. Espero que gostem da leitura tanto quanto eu. Vamos lá?

Título do Conto: 1001 Fantasmas
Título do Livro: A Mulher da Gargantilha de Veludo e Outras Histórias de Terror
Autor: Alexandre Dumas
Editora: Zahar
Páginas: 358
Ano: 2012
Onde comprar: Saraiva | Submarino
Autor conhecido por seus romances de aventura, entre eles os clássicosO conde de Monte Cristo e Os três mosqueteiros, Alexandre Dumas visitou também outros gêneros - com sua escrita ágil e envolvente de sempre, Dumas cria ambientes soturnos, habitados por vampiros e fantasmas. Esse volume reúne duas novelas de tirar o sono: A mulher da gargantilha de veludo tem como protagonista E.T.A. Hoffmann, o mestre alemão da literatura fantástica; em 1001 fantasmas, depois de decapitar a esposa, um homem se entrega à polícia dizendo que a cabeça falara com ele.


Depois de decapitar sua esposa, um homem corre apavorado para se entregar a polícia, dizendo que a cabeça de sua esposa decapitada acabara de falar com ele. Depois de muitos curiosos se amontoarem ao redor para saber de todos os acontecimentos, um pequeno grupo vai junto com este homem e a polícia a sua casa para saber se este está ou não falando a verdade. Comprovado o fato, algumas pessoas marcam para almoçar e debater sobre esse assombroso fato, o que desencadeia uma série de confissões sobre histórias sobrenaturais que aconteceu com os personagens, em busca de respostas da seguinte pergunta: Será que os mortos podem voltar para aterrorizar os vivos ou será só imaginação?

“1001 Fantasmas” é a primeira história do livro “A mulher da gargantilha de veludo e outras histórias de terror” de Alexandre Dumas, na edição comentada e ilustrada da editora Zahar. Dumas tem como grande inspiração para escrever este livro a obra “Mil e uma noites”, uma de suas grandes paixões literárias. Sua história se desenvolve em volta de um acontecimento bastante peculiar: um homem que decapita sua mulher jura que a cabeça da esposa morta fala com ele após o ato. Muitas pessoas acham que ele está ficando louco, que isto é impossível de se acontecer. Depois que todos presenciaram o terror evidente neste homem e o mesmo foi levado preso, um pequeno grupo se reúne para almoçar na casa do prefeito para debater se isso foi somente culpa vinda à cabeça de um homem enlouquecido ou se o sobrenatural existe de fato.

Após todos chegarem para esse almoço, diversas histórias são contadas por cada pessoa presente ali, tentando convencer de que os mortos podem vir assombrar os vivos. Cada história aborda uma temática diferente, desde fantasmas que voltam pra assombrar pessoas que profanaram seus túmulos a cadáveres que se tornam vampiros por maldição no leito de morte. Até mesmo a pessoa mais cética lá presente, depois de ouvir todos os relatos, tende a mudar seu ponto de vista sobre o sobrenatural.

Dumas geralmente costuma escrever narrando os fatos num tempo e espaço geográfico reais, fazendo com que o leitor tende a pensar se a história realmente aconteceu ou não. Outro fato que dá ênfase a esse aspecto é o próprio Dumas ser um personagem na história, não contando uma das histórias de terror, mas narrando a história em si, sendo um espectador de todos os acontecimentos, presente desde o momento em que o homem vai em busca da polícia para se entregar ao jantar onde todos relatam os fatos. Achei impressionante o fato dele se inserir na história. Apesar dele parecer descrente da história e ela se tornar um pouco confusa por esse motivo e por ser narrada em primeira pessoa, sua escrita é realmente envolvente, difícil largar a leitura.

Claro que as notas de rodapé que acompanha toda a história ajudam bastante a nos situarmos no decorrer do livro, acompanhado por ilustrações intensas que dão bastante profundidade a todos os acontecimentos do mesmo, além de uma breve apresentação sobre Dumas, suas obras e sua vida. Mesmo sendo o primeiro livro que leio de Dumas, ele conseguiu me deixar bastante confiante para ler outras obras de sua autoria, pois acho que são tão bem escritas e envolventes quanto esta. Espero que tenham gostado da primeira resenha deste livro maravilhoso. :D

Acredita, sr. Ledru – perguntou Jacquemin a meia-voz –, acredita que, depois de separada do corpo, uma cabeça possa falar? Pag. 38

--- Juliana Gueiros ---

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre.

- Caso tenha uma pergunta deixe seu e-mail abaixo que respondo assim que o comentário for lido.

- Caso sua mensagem não tenha relação com o post, envie para o e-mail.



ATUALIZAÇÕES DO INSTAGRAM