10 de novembro de 2015

Curta Cinema: Perdido em Marte

Título Original: The Martian
Título no Brasil: Perdido Em Marte
Diretor: Ridley Scott
Duração: 142 minutos (2 horas e 22 minutos)
Elenco: Matt Damon, Jessica Chastain, Sebastian Stan, Michael Peña, Kate Mara.
O astronauta Mark Watney (Matt Damon) é enviado a uma missão em Marte. Após uma severa tempestade ele é dado como morto, abandonado pelos colegas e acorda sozinho no misterioso planeta com escassos suprimentos, sem saber como reencontrar os companheiros ou retornar à Terra.

Em sua longa carreira como diretor, Ridley Scott já fez filmes dos mais diversos gêneros, temos alguns exemplos, como: ficção futurista (Blade Runner), fantasia (A Lenda), épico (Cruzada), Guerra (Falcão Negro em Perigo) e tantos outros. Na sua mais nova obra, o diretor volta a mexer com temas como solidão, lugares desconhecidos e coragem. Algo que lembra muito uma de suas maiores, senão a maior, obra "Alien: O 8° Passageiro".

No filme temos Mark Waltney (Matt Damon) que está em uma missão em Marte junto com outros astronautas quando uma tempestade se aproxima causando um acidente os obriga a deixar Mark para trás, pois acreditavam que ele estava morto. Contrariando as expectativas, ele continua vivo, mas em um planeta sem oxigênio e contando apenas com sua mente engenhosa. Sem alternativas, Mark terá que entrar em contato com a NASA e sobreviver enquanto o resgate não chega.

Scott estava há um bom tempo sem fazer um projeto que fosse elogiado ou aclamado pela critica, Prometheus teve uma recepção fria por parte dos criticos e seus últimos filmes tem sido no máximo satisfatórios, porém aqui Scott mostra que ainda possui muito a oferecer, principalmente no gênero ficção cientifica.

O filme possui um ritmo lento, mas um lento que não atrapalha o seu bom andamento aos olhos do espectador, pois consegue fazer com que o público mergulhe naquela atmosfera e queira sempre mais. Matt Damon está incrível como um astronauta cuja especialidade é a botânica e que se transforma em uma versão mais crível do MacGyver (se não conhecer recomendo uma pesquisa imediata).

Além disso, ele dialoga com a câmera muito bem ao mostrar o personagem que tenta não enlouquecer sozinho enquanto luta pela sobrevivência (é quase como o Wilson - a bola do filme "Náufrago"). Como se não fosse o suficiente, ainda temos a alta cúpula da NASA que tenta a todo custo decidir o que fazer e como fazer para resgatar Mark. Marte é algo morto, o que revela o quão desesperador é o estado em que Mark se encontra, sem muitas opções e contando unicamente com sua inteligência. Além do mais a natureza do planeta insiste em não colaborar com Mark, o que rendeu boas cenas durante o longa. 

Os efeitos especiais são fabulosos, o roteiro envolvente, as atuações sólidas e o diretor mostra o tempo todo que não está pra brincadeira, ou seja, "Perdido Em Marte" é um filmaço! Não há outra palavra melhor pra descrevê-lo que não perfeito.


--- Igor Gabriel ---

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre.

- Caso tenha uma pergunta deixe seu e-mail abaixo que respondo assim que o comentário for lido.

- Caso sua mensagem não tenha relação com o post, envie para o e-mail.



ATUALIZAÇÕES DO INSTAGRAM