28 de dezembro de 2013

TAG: Árvore Literária


Como vocês puderam notar, essa semana do blog foi um pouco mais lenta. Tirei uns dias de férias para curtir com a minha família e espero voltar aos trabalhos normais tão logo o ano de 2014 se inicie. Entretanto, não poderia deixar de fazer uma retrospectiva do que aconteceu na minha vida literária esse ano, por isso fiquei super contente quando a Denise do Seja Cult me indicou para essa tag que foi criada pela Li Correia do blog Livros com Pipoca e que será uma prévia da postagem da semana que vem (se preparem, pois o post vai ser longo). Espero que vocês curtam!

Regras:

- Responder as perguntas;
- Colocar o selinho no seu blog;
- Indicar mais outros seis blogs;
- Dizer que quem criou a tag foi a Lí Correia do blog Livros com Pipoca.

Respostas: 

1. (Topo) Um livro que você “necessite” ganhar de natal, mais um que marcou 2013 e outro que você está ansioso(a) para chegar logo 2014.


Contos de Horror do Século XIX (Vários Autores): Nesse ano fui me apaixonando pelo gênero terror de modo gradual, mas que me marcou com diversas leituras impressionantes. Por isso, foi impossível não desejar esse livro depois de saber que o seu conteúdo traz textos de autores que eu amo, como: Edgar Allan Poe, Henry James e H. P. Lovecraft.

O Verão das Bonecas Mortas (Toni Hill): Nunca fui de ler muitos livros policiais, mas esse ano aumentei o número de histórias lidas do gênero e posso dizer sem sombra de dúvidas: não me arrependi. Nesse caso, fui arrebatada por um enredo bem construído e com personagens que, apesar da personalidade dúbia, me cativaram sobremaneira. Certamente, uma leitura que reserva muitas surpresas aos seus leitores.

Breakable (Tammara Webber): Após a releitura de ‘Easy’ eu me apaixonei pela história do Lucas e da Jacqueline de um modo inesperado e arrebatador. E mesmo sem gostar muito dessa nova tendência de lançar livros sob o ponto de vista de outro personagem após a história já ter sido concluída, estou ansiosa para saber quais foram os sentimentos que Lucas guardou durante todo o tempo em que se manteve afastado de Jacqueline.

2. (Tronco) Um filme que você ainda tem que assistir esse ano, mais um que te marcou em 2013 e outro que você espera para 2014.


O Hobbit – A Desolação de Smaug: Depois que assisti ao primeiro filme dessa trilogia, a Terra Média voltou a povoar minha imaginação. Dessa vez, repleta de anões e canções antigas. Espero que essa sequência seja tão boa quanto o longa metragem que deu início a essa nova franquia, já que minhas expectativas estão alcançando níveis estratosféricos.

A Invenção de Hugo Cabret: Eu não tinha intenção nenhuma de ver o filme antes de ler o livro, mas em uma certa manhã decidi que precisava saber qual era a magia contida nessa história que encantava tantos espectadores. E não deu outra: vi e me apaixonei. Recheado de cenas delicadas e com uma fotografia de tirar o fôlego, esse filme me emocionou de um modo que sempre o terei como exemplo de encanto sutil.

A Menina que Roubava Livros: Essa categoria foi difícil escolher apenas um filme porque 2014 promete grandes estreias e emoções – principalmente para os amantes de adaptações de livros. Entretanto, como a escolha tinha de ser feita, fiquei com essa história que marcou a minha adolescência e que me fez derramar as primeiras lágrimas por um enredo fictício. Estou na torcida para que a adaptação faça jus ao universo criado por Zusak.

3. (Raiz) Uma série que você vai assistir/ler ainda esse ano, uma que te marcou em 2013 e mais uma que você começará a ver/ler no próximo ano.


Incarnate (Jodi Meadows): Comentários positivos não faltam a respeito dessa série, por isso mal posso esperar para conferir se tudo que eu imagino está presente nessa história. Com ênfase, é claro, no romance e na maneira como a autora abordará a questão de almas e vidas passadas no seu enredo. Estou ansiosa!

O Protetorado da Sombrinha (Gail Carriger): Essa foi uma série que iniciei a leitura sem pretensão alguma e acabei elegendo-a como a minha predileta do ano de tanto que me identifiquei com o que encontrei em cada um dos livros que foram publicados. O motivo principal para eu ter tanto amor pela história está concentrado em um único personagem: a Alexia – que com seu jeito mordaz de ser, se tornou uma das protagonistas mais memoráveis que tive o prazer de acompanhar.

A Seleção (Kiera Cass): Capas lindas e um enredo instigante. Esses são os motivos que me levam a desejar de modo insano essa série. Contudo, tenho que dizer que passei a ter mais interesse por ela quando a possibilidade dela se tornar um seriado surgiu. Infelizmente o projeto para a TV não vingou, mas depois que conheci um pouco mais a história pretendo saciar a minha curiosidade assim que o último livro for lançado aqui no Brasil.

4. (Estrela) Dois quotes que te marcaram esse ano?

[...] É assim que as lembranças são – sempre verdadeiras, nunca a verdade. Pág. 94
O Circo MecânicoTresaulti por Genevieve Valentine | DarkSide

Acho que na outra encarnação me privaram das palavras.
Sinto tanta necessidade de falar, que às vezes acho que carrego trauma de outra vida.
[...] Não sei se tenho medo do silêncio, ou se meu espírito vagou por tantos lugares, que fica nessa ansiedade de viver a vida e mostrar coisas a quem, muitas vezes, não merece um segundo de atenção.
Não sei se sou carente de mim mesmo.
Não sei se por que, quando fui adolescente, ninguém prestou atenção em mim, hoje gasto toda a atenção que recebo.
Sinceramente, preciso me calar um pouco. Pág. 20
Clube da Insônia por Tico Santa Cruz | BelasLetras

E as minhas indicações para responder essa tag vão para...


E vocês, gostaram das respostas? Deixem nos comentários as opiniões de vocês.

--- Isabelle Vitorino ---

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre.

- Caso tenha uma pergunta deixe seu e-mail abaixo que respondo assim que o comentário for lido.

- Caso sua mensagem não tenha relação com o post, envie para o e-mail.



ATUALIZAÇÕES DO INSTAGRAM