Edgar Allan Poe: Análise da Edição do Tomo II - "Medo Clássico" da DarkSide Books

Que eu sou apaixonada por Edgar Allan Poe, os leitores deste blog já estão cansados de saber, afinal, me esforço para sempre trazer as novidades do mestre para vocês. E foi pensando no quanto vocês também curtem saber mais sobre o autor que eu trouxe a análise de uma edição novíssima do mercado editorial, qual seja, o Tomo II da coleção Medo Clássico lançado pela editora DarkSide.

Título: Edgar Allan Poe: Medo Clássico - Vol. 2
Editora: DarkSide
Ano: 2018
Páginas: 240
Onde comprar: Amazon | Submarino
Sinopse: No primeiro volume começamos a conhecer a fantástica casa de espelhos de Poe: suas máscaras e segredos, seu ímpeto aventureiro, suas mulheres etéreas e, é claro, seu corvo imortal. Agora, exploraremos seus devaneios sobre a finitude humana, o desamparo da perda e a solidão do nunca mais. Você está pronto para longas madrugadas de leitura? Reunindo contos, poemas e cartas que trazem à tona um lado ainda mais sombrio do genial escritor, Edgar Allan Poe: Medo Clássico — Volume 2 mostra toda a força das palavras do mestre em doze obras-primas de ficção.

Resenha: Em Pedaços por Lauren Layne

Boa noite, senhoras e senhores! Sei que o blog anda meio empoeirado e que não sou presença tão constante assim por aqui. No entanto, finalmente entrei de férias e vim aqui falar com vocês a respeito de um dos últimos livros que li, e que, pelo que pude observar nas resenhas do skoob, tem gerado um debate ferrenho entre os leitores. O porquê disso? Vocês logo saberão.

Título: Em Pedaços
Série: Recomeços #1
Autora: Lauren Layne
Editora: Paralela
Ano: 2018
Páginas: 248
Onde comprar: AmazonSubmarino
Uma garota com segredos corrosivos. Um ex-soldado com cicatrizes externas e internas. Um amor que pode salvar ambos... ou destrui-los de vez. Aos vinte e dois anos, Olivia Middleton tem Nova York aos seus pés. Por fora, ela é a garota perfeita — linda, inteligente e caridosa — mas, por dentro, guarda um segredo terrível: um erro que a afastou das duas únicas pessoas que realmente importavam na sua vida. Determinada a esquecer o passado, ela deixa Manhattan e vai trabalhar como cuidadora de um soldado recém-saído da guerra. O que ela não esperava era que seu paciente seria um jovem enigmático de vinte e quatro anos tão amargurado quanto atraente. Paul Langdon está furioso — com o mundo, com a vida, com o seu pai e, principalmente, consigo mesmo. Depois de sofrer na pele os horrores da Guerra do Afeganistão, a última coisa que ele quer é a companhia de uma princesinha nova-iorquina linda, mimada e irritante. A presença de Olivia parece tóxica para Paul: ela o incomoda, mas ele não consegue afastá-la, por mais que tente. Nessa recontagem moderna de A Bela e a Fera, Lauren Layne nos traz uma história irresistível de perdão, cura e, acima de tudo, amor.

Resenha: Amor em Jogo por Simone Elkeles

Hi, guys! Após um longo tempo, eis que volto aqui para comentar com vocês uma das minhas leituras mais recentes. E como não poderia deixar de ser, o livro é jovem, e que pode ser leve, divertido - ou não -, e perfeito para uma feriadão como o que está por vir. 

Título: Amor em Jogo
Série: Amor em Jogo #1
Autora: Simone Elkeles
Editora: Globo Livros
Ano: 2014
Páginas: 360
Onde comprar: Amazon
Ashtyn Parker já está acostumada a ser abandonada, e aprendeu a não se deixar envolver demais em nenhum relacionamento. Quando sua irmã mais velha volta para casa, depois de dez anos, com um enteado a tiracolo, ela não quer saber de nenhum dos dois. O que Ashtyn não esperava é que o tal garoto mal-encarado e sem nenhum limite seria também... Irresistível. Depois de ser expulso do colégio interno em que estudava, Derek Fitzpatrick não teve outra escolha senão ir morar com a esposa de vinte e poucos anos de seu pai, que está viajando pela Marinha. Além de ter que aturar a madrasta, ele recebe a notícia de será obrigado a se mudar da Califórnia para sua cidade natal, Illinois. A vida não tinha mesmo como ficar pior... Ashtyn se esconde atrás de uma fantasia da vida perfeita: boa aluna, a única menina – e capitã! – do time de futebol americano da escola e namorada do quarterback promissor. Tudo parecia um conto de fadas. Ainda assim, ela se sente deslocada, e tem um plano para deixar tudo pra trás e correr em busca da bolsa de estudos em alguma faculdade bem longe de sua vida atual. Tudo o que Derek menos quer é participar de mais um drama familiar – já bastam os seus. Agora, ele se vê preso a uma casa estranha, com pessoas que não conhece e em uma cidade bem diferente do que está acostumado. O que ele não esperava era que aquela garota briguenta e fã de junk food seria capaz de mexer tanto com seus sentimentos. Ainda mais ele, tão acostumado a descartar meninas por aí. Para azar – ou sorte!? – de Ashtyn e Derek, o destino ainda guarda mais uma reviravolta na manga. Mesmo com hábitos, ideias e sonhos completamente opostos, um desejo incontrolável surge entre os dois e, juntos, eles enfrentarão o desafio de vencer os preconceitos e os tabus da cidade em que vivem, além de seus próprios medos, para se entregarem completamente a uma paixão avassaladora.

Resenha: Dois Pesos, Duas Medidas por Judith McNaught

Uma das autoras que deram início a minha vida como leitora foi Judith McNaught, por isso, sempre fiz questão de divulgar o seu trabalho, que, infelizmente ainda é pouco conhecido no país. Dentre os títulos que mais polêmicos da autora, mas que mesmo assim, me fazem suspirar está "Dois Pesos, Duas Medidas", o porquê disso, conto para vocês na resenha de hoje.

Título: Dois Pesos, Duas Medidas
Autora: Judith McNaught
Ano: 2010
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 294
Onde comprar: Amazon | Submarino | Livraria Cultura
Nick, o bonito e inteligente presidente da Global Industries, conduz seus negócios do mesmo modo que trata suas mulheres: com charme, ousadia e pulso firme. Ao contratar Lauren Danner, ele, que sempre esteve no controle das situações e conseguiu todas as mulheres que desejou, vê-se perdidamente apaixonado por sua nova e difícil funcionária. O que Nick não imagina é que Lauren esconde um segredo, que, se vier à tona, transformará sua vida para sempre. Presa nessa teia de falsidades, Lauren luta para não perder Nick, homem por quem ela está apaixonada, e que lhe prometeu uma vida de amor e devoção.

Edgar Allan Poe: Análise da Edição "Histórias Extraordinárias"

Se existe um autor que eu sempre faço questão de ter todas as edições dos seus livros é Edgar Allan Poe. Além do meu amor irrevogável por ele, há também uma outra motivação por trás desta decisão, qual seja: infelizmente o mercado literário brasileiro ainda não possui uma publicação com a obra completa do mestre. No entanto, tenho de convir que há ótimas opções à disposição daquele leitor que quer ter um maior contato com os textos de Poe, principalmente depois do lançamento da nova edição de Histórias Extraordinárias pela Companhia das Letras.

Título: Histórias Extraordinárias
Autor: Edgar Allan Poe
Editora: Companhia das Letras
Ano: 2017
Páginas: 448
Onde comprar: Amazon | Fnac | Submarino | Livraria Cultura
Histórias extraordinárias reúne dezoito contos assombrosos de Edgar Allan Poe, com seleção, apresentação e tradução do poeta José Paulo Paes. Este livro traz, entre outras obras-primas do mestre do suspense e do mistério, “A carta roubada”, “O gato preto”, “O escaravelho de ouro”, “O poço e o pêndulo” e “O homem da multidão”. O caráter macabro das histórias, dotadas de profundidade psicológica e imersas em uma atmosfera eletrizante, continua a conquistar novos leitores e a afirmar sua condição de clássico. Nas palavras de Paes, “Poe sempre consegue […] provocar-nos aquele arrepio de morte ou aquela impressão de vida que, em literatura, constituem o melhor, senão o único, passaporte para a imortalidade”. 

Resenha Especial: Mary Poppins por P. L. Travers

I'm back b... uddies! Vamos fingir que não estive fora por eras e que ainda estamos na semana das crianças. Então abram seus guarda-chuvas e peguem carona com o vento do Oeste para essa história tão agridoce e atípica com a babá mais esquisita e egocêntrica da literatura. Com vocês, Mary Poppins!

Título: Mary Poppins
Autora: P. L. Travers
Editora: Zahar
Ano: 2017
Páginas: 192
Onde comprar: Amazon | Saraiva | Submarino
Carregando uma maleta e um guarda-chuva, Mary Poppins entra em cena voando. Literalmente. Gravada no imaginário das crianças de várias gerações, essa chegada fabulosa da peculiar babá da família Banks abre as portas para muitas outras surpresas e aventuras, como a história da Vaca Dançante, o aniversário no zoológico, um chá da tarde nos ares, delicados remendos no céu noturno... Mary Poppins é durona e misteriosa - e absolutamente irresistível. Publicado em 1934, o livro foi um sucesso imediato e desde então fascina leitores de todas as idades - sobretudo após a adaptação de Walt Disney para o cinema. Essa edição inclui todas as ilustrações originais de Mary Shepard e conta com tradução, apresentação e notas do escritor Joca Reiners Terron, além de cronologia de vida e obra de P.L. Travers. Como extra, traz ainda uma palestra da autora sobre (não) escrever para crianças.

Edgar Allan Poe: Análise da Edição "Medo Clássico" da DarkSide Books

Edgar Allan Poe é daqueles autores clássicos que fizeram a minha cabeça quando mergulhei nos seus escritos. Durante um tempo me dediquei a trazer um pouco desse universo para vocês e levar além a obra deste autor incrível. E como é uma pretensão minha continuar espalhando as nuances da obra de Poe, decidi fazer uma análise das edições mais recentes que se dedicam a explorar o universo do rei do mistério e do horror.

Título: Edgar Allan Poe: Medo Clássico - Vol. 1
Autor: Edgar Allan Poe
Editora: DarkSide
Ano: 2017
Páginas: 384
Onde comprar: Amazon | Fnac | Submarino | Livraria Cultura
Sinopse: É meia-noite. As asas de um corvo se misturam à escuridão. A velha casa em ruínas observa com janelas que pareciam olhos. Você jura ouvir a voz de alguém que já partiu para o outro lado, bem na hora em que um gato preto cruza seu caminho. Tudo o que hoje conhecemos como terror começou a ganhar forma na obra de Edgar Allan Poe. Genial e maldito, Poe é considerado o mestre dos mestres da literatura fantástica. Stephen King, Clive Barker ou H.P. Lovecraft são apenas alguns de seus discípulos mais sombrios. Porém, com certeza não são os únicos. Desde o século XIX, o criador de “O Corvo” vem influenciando gerações de escritores consagrados, dos mais diversos gêneros, como Henry James, Franz Kafka, Arthur Conan Doyle, Júlio Verne, Vladimir Nabokov, Oscar Wilde e Jorge Luis Borges.