Promoção: Cidade do Fogo Celestial | Galera Record


Se vocês, assim como eu, ficaram triste por não ter ido até a Bienal do Livro de São Paulo para ver de perto a talentosíssima Cassandra Clare, tenho uma novidade muito bacana que pode alegrar o dia de vocês: em parceria com a editora Galera Record, o blog sorteará um exemplar do último livro da série "Os Instrumentos Mortais". Por isso, se vocês estão ansiosos para saber qual foi o desfecho que ela deu a cada um dos incríveis personagens dessa série, não deixem de participar da promoção de "Cidade do Fogo Celestial"!

Confissões de uma Blogueira em Crise: Quanto tempo o tempo tem?


Durante muito tempo eu coloquei meus sonhos em detrimento das minhas obrigações. Mas quanto mais o tempo passa, mais eu percebo que eles não precisam ser polos opostos e que talvez haja uma maneira de fazer com que ambos caminhem juntos. Quem me conhece, sabe que o blog sempre foi o meu espaço de relaxamento, o meu hobbie

Entretanto, o que antes era uma dedicação pontual, passou a tomar cada vez mais horas e dias meus. E por mais que eu tenha lutado contra isso, acabei me vendo sem poder fazer coisas importantes para mim e minha família. A partir disso foi impossível não ter aquele clique de que algo estava muito errado. E foi depois de muito refletir que eu admiti para mim mesma que eu precisava fazer alguma coisa para mudar isso.

Resenha: Seis Anos Depois por Harlan Coben

Algumas paixões literárias nos pegam tão de jeito que é impossível nos desvencilharmos delas. Por mais estranho que possa parecer, o gênero policial se tornou uma dessas paixões e eu sempre estou ansiando por ler algo novo que vai me surpreender e me fazer reafirmar uma e outra vez a minha predileção pelo gênero. E foi com esse pensamento que iniciei a leitura de “Seis Anos Depois”. Eu só não esperava que fosse errar tão feio em minhas apostas...

Título: Seis Anos Depois
Autor: Harlan Coben
Editora: Arqueiro
Páginas: 272
Ano: 2014
Onde comprar: Saraiva | Submarino
Jake Fisher e Natalie Avery se conheceram no verão. Eles estavam em retiros diferentes, porém próximos um do outro. O dele era para escritores; o dela, para artistas. Eles se apaixonaram e, juntos, viveram os melhores meses de suas vidas. E foi por isso que Jake não entendeu quando Natalie decidiu romper com ele e se casar com Todd, um ex-namorado. No dia do casamento, ela pediu a Jake que os deixasse em paz e nunca mais voltasse a procurá-la. Jake tentou esconder seu coração partido dedicando-se integralmente à carreira de professor universitário e assim manteve sua promessa... durante seis anos. Ao ver o obituário de Todd, Jake não resiste e resolve se reaproximar de Natalie. No enterro, em vez de sua amada, encontra uma viúva diferente e logo descobre que o casamento de Natalie e Todd não passou de uma farsa. Agora ele está decidido a ir atrás dela, esteja onde estiver, mas não imagina os perigos que envolvem procurar uma pessoa que não quer ser encontrada.

Resenha: Belo Casamento por Jamie McGuire

Que "Belo Desastre" é um verdadeiro sucesso editorial ninguém pode negar. No entanto, ninguém pode negar também que os personagens criados por McGuire são problemáticos e na maior parte do tempo agem movidos por um sentimento de puro egoísmo. Em "Belo Casamento" as falhas, medos e anseios de Abby e Travis são mais uma vez dissecados para o leitor através de uma trama bastante polêmica (apesar do pouco número de páginas do livro) e que me deixou bastante incomodada.

Título: Belo Casamento
Série: Belo Desastre #2.5
Autor (a): Jamie McGuire
Editora: Verus
Páginas: 126
Ano: 2014
Onde comprar: Saraiva | Submarino
A louca e viciante história de amor de Travis e Abby foi narrada por ela em Belo desastre e por ele em Desastre iminente. Como num conto de fadas moderno, sabemos que eles se casaram e foram felizes para sempre... mas quanto realmente conhecemos dessa história? Por que Abby fez o pedido de casamento? Que confidências eles trocaram antes da cerimônia? Onde passaram a noite de núpcias? Quem sabia que eles iam se casar e guardou segredo? Todos os detalhes sobre o casamento de Travis e Abby eram secretos... até agora. Os fãs do casal mais quente da literatura terão todas as suas perguntas respondidas nesta história vertiginosa sobre o dia (e a noite...) do casamento de Travis e Abby — e o melhor, contada pelo ponto de vista dos dois!

Diário de Leitura: Outlander – A Viajante do Tempo (Parte I)


Publicada no Brasil desde o ano de 2004, a série “Outlander” vive um ano de transição. Adaptada para TV e conquistando o público e a crítica desde a data de estreia, o seriado já garantiu uma segunda temporada pelo canal americano Starz que promete entregar 16 episódios só nesse primeiro ano. Mas não é só isso, esse mês a editora Saída de Emergência lançou a nova edição de “A Viajante do Tempo”, o primeiro título da série escrita pela talentosa Diana Gabaldon.

Como uma debutante no universo da autora, me surpreendi sobremaneira com o tamanho do livro (exatamente 800 páginas) quando o recebi. E mesmo que eu não tenha nenhum problema com livros grandes, achei interessante trazer para vocês um “Diário de Leitura”, assim como a Mel, do blog Literature-se está fazendo com o livro “Moby Dick”. Dessa forma, durante todo o tempo em que eu estiver lendo, vocês poderão ver por aqui meus pensamentos e sentimentos com relação a história. No entanto, como eu não sei como será o meu ritmo de leitura, pretendo fazer uma nova postagem a cada 100 páginas lidas.

Resenha: As Regras da Sedução por Madeline Hunter

Madeline Hunter é uma conhecida escritora de romances, cujo prazer de ler suas histórias eu ainda não tinha tido até ter em mãos “As Regras da Sedução”. Entretanto, só bastou eu iniciar a leitura para perceber o porquê de tantos leitores terem sido rendidos pelas suas tramas e para ansiar por ter contato com outras obras suas que me tirassem (ou comprovassem) certas impressões que essa leitura deixou em mim.

Título: As Regras da Sedução
Série: Rothwell Brothers #1
Autor (a): Madeline Hunter
Editora: Arqueiro
Páginas: 272
Ano: 2013
Onde comprar: Saraiva | Submarino
Lorde Hayden Rothwell chega à casa de Alexia Welbourne sem aviso e sem ser convidado – um homem poderoso e sedutor, movido por interesses obscuros. Sua visita anuncia a ruína financeira da família de Alexia e o fim das esperanças da jovem de um dia conseguir um bom casamento. Para se sustentar, a moça recebe a proposta de ser dama de companhia de Lady Henrietta Wallingford e preceptora de sua filha. O problema é que a oferta vem do sobrinho de Henrietta, ninguém menos que lorde Hayden. Morando na casa da tia de Rothwell, Alexia descobre que a proximidade com o homem que destruiu sua família pode ser perigosamente irresistível. Num gesto impensado, ela se entrega a ele, e ambos se veem obrigados a se casar. O que Alexia não sabe é que os atos aparentemente arrogantes de seu belo e sensual marido são motivados por uma dívida de honra que pode levá-lo a sacrificar tudo. Com tantas mágoas e segredos entre eles, o casal tem tudo para se manter afastado. Mas Hayden é um homem apaixonante e Alexia, a tentação que o faz perder a cabeça. Morando sob o mesmo teto, eles acabam se aproximando e, juntos, vão descobrir um jogo de sedução em que cada um faz as próprias regras.

Resenha: O Visconde Que Me Amava por Julia Quinn

Julia Quinn é uma romancista extremamente talentosa. Tanto, que mal posso dizer o quanto me ressinto por não ter começado a ler de pronto as suas histórias. Em especial, porque foi esse adiamento que me impediu de conhecer antes o incrível “O Visconde que me Amava” e de me apaixonar perdidamente pela história de Anthony e Kate.

Título: O Visconde Que Me Amava
Série: Os Bridgertons #2
Autor (a): Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Páginas: 304
Ano: 2013
Onde comprar: Saraiva | Submarino
A temporada de bailes e festas de 1814 acaba de começar em Londres. Como de costume, as mães ambiciosas já estão ávidas por encontrar um marido adequado para suas filhas. Ao que tudo indica, o solteiro mais cobiçado do ano será Anthony Bridgerton, um visconde charmoso, elegante e muito rico que, contrariando as probabilidades, resolve dar um basta na rotina de libertino e arranjar uma noiva. Logo ele decide que Edwina Sheffield, a debutante mais linda da estação, é a candidata ideal. Mas, para levá-la ao altar, primeiro terá que convencer Kate, a irmã mais velha da jovem, de que merece se casar com ela. Não será uma tarefa fácil, porque Kate não acredita que ex-libertinos possam se transformar em bons maridos e não deixará Edwina cair nas garras dele. Enquanto faz de tudo para afastá-lo da irmã, Kate descobre que o visconde devasso é também um homem honesto e gentil. Ao mesmo tempo, Anthony começa a sonhar com ela, apesar de achá-la a criatura mais intrometida e irritante que já pisou nos salões de Londres. Aos poucos, os dois percebem que essa centelha de desejo pode ser mais do que uma simples atração. Considerada a Jane Austen contemporânea, Julia Quinn mantém, neste segundo livro da série Os Bridgertons, o senso de humor e a capacidade de despertar emoções que lhe permitem construir personagens carismáticos e histórias inesquecíveis.