Resenha: Mais Que Amigos por Lauren Layne

No final do ano passado trouxe para vocês a resenha do livro "Em Pedaços" de Lauren Layne. No texto, disse a vocês que embora não tivesse curtido o enredo da história, a escrita da autora tinha tornado a leitura mais fácil, motivo pelo qual, eu voltaria a ler outros livros dela. E eis que a oportunidade chegou antes do que eu imaginava e cá estou eu para trazer para vocês as minhas impressões a respeito do livro "Mais Que Amigos".

Título: Mais Que Amigos
Série: Love Unexpectedly #1
Autora: Lauren Layne
Editora: Paralela
Ano: 2018
Páginas: 224
Onde comprar: Amazon | Submarino
Será que vale a pena arriscar uma grande amizade em troca de um amor inesquecível? Aos vinte e dois anos, a jovem Parker Blanton leva a vida que sempre sonhou. Tem um namorado inteligente e responsável, um emprego promissor e a companhia de seu melhor amigo, Ben Olsen, com quem divide um lindo apartamento. Parker e Ben são tão grudados que muita gente duvida que eles morem sob o mesmo teto sem nunca ter vivido um caso, mas eles não se importam com o que as pessoas pensam. Sabem que não foram feitos um para o outro — pelo menos não para se envolver. Por isso, quando um acontecimento inesperado faz com que Parker se veja sem namorado e com o coração partido, ela sabe que pode contar com Ben para ajudá-la a sacudir a poeira e partir para outra. Afinal, ninguém seria mais ideal do que seu melhor amigo para lhe mostrar os prazeres da vida de solteiro… certo? Mais que amigos é uma comédia romântica irresistível!

Park Blanton podia dizer que era uma garota muito sortuda, afinal, trabalhava com marketing, tinha um namorado que poderia jurar que casaria e o melhor de tudo, tinha em Ben o seu porto seguro, um amigo que poderia contar em todas horas. Mas quando o seu namorado de longa data repentinamente acaba o relacionamento, o seu castelo começa a ruir e ela não sabe o que fazer. Determinada a não ficar choromingando pelos cantos, ela decide que voltará a vida de solteira com força total e pede ajuda a Ben para se tornar uma expert na arte da conquista. O que ela não esperava era que essa empreitada revelasse mais do seu melhor amigo do que ela imaginava, principalmente com relação aos sentimentos que ele era capaz de despertar nela.

Ben Olsen nunca foi o tipo de cara que se enquadrava no padrão dos demais, pois apesar do ar mulherengo e de quem sabe muito bem o que quer, sempre escondeu a insegurança de não ser bom o suficiente. Por conhecer Park desde o início da faculdade e saber que ela nunca o enxergaria como o par ideal, se dedicou a ser o melhor amigo que pudesse ser. No entanto, quando o namoro perfeito dela acaba e ela lhe pede ajudar para se dar bem após o retorno ao time das solteiras, Ben sabe que as chances de ele acabar com o coração partido são enormes, o que não o impede de estabelecer um acordo com ela que pode dar muito errado.

Algumas vezes já fui questionada a respeito dos meus critérios de avaliação para as leituras que realizo. De início posso dizer que muitas modificações ocorreram com o passar do tempo e o meu amadurecimento enquanto leitora. Isso, porque, se antes eu mergulhava de cabeça nas histórias a ponto de lançar mão de características da minha própria personalidade e a contemporaneidade do enredo com a minha vida, atualmente consigo fazer uma ponderação mais adequada a respeito do que leio e passo as histórias pelos filtros da adequação do enredo ao público-alvo, fidelidade ao gênero proposto, veracidade das questões técnicas abordadas no livro e fluidez da escrita.

E porque todo esse discurso logo nos parágrafos iniciais dessa resenha? Bom, caso vocês tenham curiosidade de acessar a minha resenha de "Em Pedaços" perceberão que eu classifiquei o primeiro livro que li da Lauren Layne com uma nota muito baixa em detrimento daquela que concedi para "Mais Que Amigos". E isso aconteceu por uma simples razão: neste livro a autora não repete os mesmos erros que cometeu na referida história.

Acredito que uma das razões para tanto encontra-se na boa estruturação dos personagens e do enredo, já que com situações de fácil identificação, somos conduzidos pelas peripécias protagonizadas por Park que está em busca do sucesso profissional e que tem a sua vida amorosa, aparentemente segura, complemente devastada. E não só isso, ainda temos Ben, que com o seu carisma consegue transmitir com perfeição todas as desventuras próprias de quem está apaixonado por um amigo.

Sim, o enredo é simples e segue uma fórmula que seguramente os leitores podem encontrar em outros livros, mas a qualidade com que a Lauren Layne aborda esses temas consegue tornar a leitura extremamente divertida. Tenho certeza absoluta que se Park fosse um pouco mais velha, ela seria uma ótima protagonista de um chick-lit, daqueles no melhor estilo Sophie Kinsella. Além disso, a forma despretenciosa que a autora trata das inseguranças profissionais, dificuldades em se estabelecer no mercado de trabalho e o processo de descoberta pessoal, forma o contraponto ideal para o romance que se desenvolve entre os protagonistas.

Uma coisa interessante desse livro é que se geralmente vemos as personagens femininas nos papeis de amigas apaixonadas, em "Mais Que Amigos" ocorre o inverso, o que é bem interessante, já que possibilita o vislumbre de um cara em uma posição mais frágil na relação. E por tudo quanto foi dito que eu não poderia encerrar esse texto sem dar dois conselhos para vocês: o primeiro é que não se fechem para leituras futuras quando a experiência inicial com o autor não der certo e segundo é que se quiserem ler Lauren Layne comecem por este livro, acredito que serão mais felizes com essa escolha.

Porque me apaixonei por uma garota incrível no primeiro ano de faculdade. Só que não sabia que era isso, então fiz a única coisa que podia para ficar perto dela: virei seu amigo. Seu melhor amigo, e enterrei meus sentimentos tão fundo que nem conseguia mais reconhecer, porque o que interessava eram os sentimentos dela, e o que ela queria era outro cara. - Pág. 212

--- Isabelle Vitorino ---

Postar um comentário

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre.

- Caso tenha uma pergunta deixe seu e-mail abaixo que respondo assim que o comentário for lido.

- Caso sua mensagem não tenha relação com o post, envie para o e-mail.