11 de abril de 2017

Resenha: Escândalos na Primavera por Lisa Kleypas

Em "Escândalos na Primavera" chegamos a conclusão da série "As Quatro Estações do Amor". Apesar de eu ter tido meus altos e baixos com Lisa Kleypas, já posso adiantar que ela encerrou de modo magnífico a história de quatro amigos que buscavam por um casamento e, é claro, por um amor.

Título: Escândalos na Primavera
Autora: Lisa Kleypas
Editora: Arqueiro
Páginas: 224
Ano: 2017
Onde comprar: Amazon | Saraiva | Submarino

Daisy Bowman sempre preferiu um bom livro a qualquer baile. Talvez por isso já esteja na terceira temporada de eventos sociais em Londres sem encontrar um marido. Cansado da solteirice da filha, Thomas Bowman lhe dá um ultimato: se não conseguir arranjar logo um pretendente adequado, ela será forçada a se casar com Matthew Swift, seu braçaisy Bowman sempre preferiu um bom livro a qualquer baile. Talvez por isso já esteja na terceira temporada de eventos sociais em Londres sem encontrar um marido. Cansado da solteirice da filha, Thomas Bowman lhe dá um ultimato: se não conseguir arranjar logo um pretendente adequado, ela será forçada a se casar com Matthew Swift, seu braço direito na empresa. Daisy está horrorizada com a possibilidade de viver para sempre com alguém tão sério e controlador, tão parecido com seu pai. Mas não admitirá a derrota. Com a ajuda de suas amigas, está decidida a se casar com qualquer um, menos o Sr. Swift. Ela só não contava com o charme inesperado de Matthew nem com a ardente atração que nasce entre os dois. Será que o homem ganancioso de quem se lembrava era apenas fachada e ele na verdade é tão romântico quanto os heróis dos livros que ela lê? Ou, como sua irmã Lillian suspeita, o Sr. Swift é apenas um interesseiro com algum segredo escandaloso muito bem guardado?


Daisy Bowman nunca foi considerada uma garota interessante. Pequena demais e ávida leitora, ela mais parecia uma fada do que uma mulher pela qual um homem da alta sociedade se interessaria. Por isso após transcorrido algum tempo desde que seus pais saíram de Nova York em direção ao velho continente em busca de um par para ela e sua irmã, os ânimos já não estavam mais tranquilos com relação a sua incapacidade de encontrar alguém por conta própria. E é em uma discussão acalorada que seu pai anuncia a sua intenção: ela terá que casar com Matthew Swift, o odioso funcionário da fábrica. Ela não sabia o que fazer após receber uma notícia como aquela. Estava claro que o seu pai não pensava nela e em seus sentimentos pois se o fizesse não a sentenciaria a permanecer para sempre ao lado de alguém tão pragmático e sem coração. O que ela não esperava era que o destino reservasse algo tão surpreendente para ela.

Matthew Swift possui segredos demais para se envolver com qualquer pessoa verdadeiramente. Entretanto, ele não podia controlar as batidas do seu coração toda vez que via Daisy. Era loucura pensar que algum dia despertaria nele qualquer tipo de sentimento, ainda mais quando era notório o quanto ela o evitava e parecia não se importar com a sua existência. Mas quando chega a Inglaterra para se encontrar com o seu patrão e discutir os negócios que estavam sob a sua supervisão, tudo o que tinha dentro dele passa a se tornar mais latente. A mulher da sua vida continuava sozinha e isso era um problema para o seu coração, principalmente porque o pai dela parecia estar resoluto em fazê-la casar-se com ela. Mesmo que isso fosse o que ele mais desejasse em sua vida, o seu passado jamais o permitiria ficar com ela, por isso, por mais difícil que fosse, ele iria permanecer a uma distância segura dela. Mas isso não seria nenhum pouco fácil, afinal, pela primeira vez ela parecia se dar conta de sua existência.

A série "As Quatro Estações do Amor" me aquece o coração de uma maneira muito peculiar, pois eu simplesmente amo os laços de amizade que a autora trabalha no decorrer de suas páginas. Esse livro em particular me deixou em estado de êxtase! Com dois protagonistas extremamente encantadores, a cada detalhe revelado o meu coração palpitava de um jeito diferente. Daisy é uma personagem delicada e muito romântica, sua natureza singular a torna incompreendida pelas pessoas que a julgam como tola ou pouco interessante. Apaixonada pelos livros, ela nunca era vista sem estar mergulhada em aventuras extraordinárias e isso fazia com que os cavalheiros a considerasse uma má opção para um casamento - eles jamais iriam querer alguém mais inteligente que eles. Seu espírito livre necessitava alguém que a permitisse sonhar e viver os seus devaneios e Matthew era exatamente essa pessoa. É claro que ela não estava pronta para admitir isso, já que por muito tempo pensou nele como uma cópia fidedigna do seu pai e é o caminho que ambos traçam para revelar suas verdadeiras naturezas que tornam "Escândalos na Primavera" uma história tão bela.

Sinto que não poderia ter um desfecho melhor para a série do que esse. Lisa Kleypas traz um enredo comovente e extremamente romântico, daqueles que a gente quer fechar os olhos e se teletransportar para dentro das páginas apenas para ver tudo aquilo de perto. Mas não temos apenas romantismo, há também uma pitada de mistério envolvendo o nosso herói que torna tudo mais interessante já que não sabemos muito bem quem ele é de fato e como ele chegou até Nova York. Essas pequenas descobertas, medos e anseios, proporcionam uma experiência e tanto com a leitura. Principalmente porque essa mescla de situações foi trabalhada de maneira verossímil, não colocando em cheque a fluidez da narrativa. Outro ponto que gostei de ver explorado, foi o quanto podemos nos enganar porque preconceitos e julgamentos sem fundamentos. Daisy, que apesar de ser meiga, é muito teimosa, faz uma ideia totalmente equivocada de quem Matthew é e quais as intenções dele. Ver tudo isso ruir pouco a pouco, foi o pilar necessário para firmar um amor que antes era apenas unilateral.

Diante de tantos pontos encantadores, foi difícil não sentir saudades de todos os personagens assim que fechei o livro, ainda mais sabendo que ali acabava mais uma série querida e que apesar dos seus altos e baixos, tinham muitos aspectos que a destacava dentre as demais do gênero. E mesmo que Lisa Kleypas não seja a minha autora favorita de romances de época, ela conseguiu um lugar especial na minha estante com "As Quatro Estações do Amor". Por tudo o que já conversei com vocês durante as resenhas que escrevi para contar a história dessas quatro amigas com azar no amor, acredito que está claro que considero a amizade como a grande protagonista de Kleypas. Podem ter certeza, não houve um momento sequer que eu não as invejei secretamente por poder contar umas com as outras em todos os momentos. Observar elas renegando até mesmo as suas próprias crenças em detrimento da felicidade de uma amiga, me fez ter a certeza de que esse é o tipo mais especial de amor que podemos experimentar. 

Também fora mencionado que Daisy passava tempo demais com seus livros, o que provavelmente era verdade.Se lhe fosse permitido, Daisy passaria a maior parte de seus dias lendo e sonhando.

--- Isabelle Vitorino ---

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre.

- Caso tenha uma pergunta deixe seu e-mail abaixo que respondo assim que o comentário for lido.

- Caso sua mensagem não tenha relação com o post, envie para o e-mail.



ATUALIZAÇÕES DO INSTAGRAM