1 de agosto de 2016

Resenha: Star Wars - Sombras do Império por Steve Perry

Olá, queridos leitores! Na resenha de hoje iremos conhecer o que aconteceu entre o episódio V e VI da série depois de todas as descobertas e reviravoltas que estavam a assomar a galáxia. Um dos livros mais importantes do universo expandido e de qualidade incomparável. Vamos nessa?!

Título: Star Wars - Sombras do Império
Autor: Steve Perry
Editora: Aleph
Ano: 2015
Páginas: 448
Onde comprar: Amazon | Saraiva | Submarino
São tempos sombrios na galáxia. Enquanto a princesa Leia organiza uma missão para resgatar Han Solo do terrível Jabba, o Hutt, Darth Vader vasculha a galáxia atrás de Luke Skywalker, com o objetivo de recrutá-lo para o lado sombrio da Força. Para atender a ordem do imperador Palpatine, o Lorde Sombrio une seus esforços a Xizor, poderoso líder de uma organização criminosa. Mas Vader não é o único a querer as graças do imperador, e seus planos podem ser colocados em risco, já que o chamado Príncipe Negro pode ter outros interesses nessa empreitada.


Depois do que aconteceu em Bespin, Luke volta para Tatooine e tenta concluir seu treinamento Jedi por conta própria. Mesmo diante tantas dificuldades, a Força começa a fluir com mais facilidade para ele, tendo a ajuda de um livro que Ben deixou para ele. Com Han seqüestrado, Leia, Lando e Chewbacca tentam de todas as maneiras encontrar alguma pista de onde ele esteja e ir em busca dele antes que o entregue a Jabba, o Hutt.

Do outro lado da galáxia, o Império está a vasculhar todos os sistemas atrás de Luke Skywalker, com o objetivo de traze-lo para o lado sombrio e, desse modo, tornar Darth Vader e o Imperador cada vez mais fortes. Porém, um poder a mais acaba por conflitar os interesses, tornando mais difícil que esses desejos se realizem. Xizor, uma das criaturas mais poderosa de toda a galáxia entra no jogo em busca de seus próprios interesses, esses que atrapalham fortemente os planos de Darth Vader, pondo em risco tudo o que ele conseguiu em relação ao filho até o momento.

“Sombras do Império” é um dos livros mais impactantes que já li da série. Extremamente instigante, ele nos aprofunda um pouco mais nas personalidades dos personagens principais da saga, nos dando um conhecimento mais amplo do que aconteceu após as cenas mais fortes de todos os filmes. Sua história começa a nos relatar o que Luke fez para tentar concluir seu treinamento Jedi mesmo sem um mestre para lhe ensinar tudo o que ainda precisava. E, nesse meio tempo, ainda ir atrás de pistas do paradeiro de Han Solo, anteriormente congelado em carbonita e levado pelo caçador de recompensas Bobba Fett, junto com Leia, Lando e Chewbacca.

Nessa busca é acrescido alguns personagens marcantes como Dash Rendar, contrabandista assim como Han era e que faz o que for por muitos créditos. Ele consegue pistas de Han e leva-os em busca dele, tornando-se um dos personagens principais do enredo. Do outro lado, temos Xizor, Principe do Sol Negro, líder de uma organização criminosa e seu poder é equiparado ao do Imperador e de Darth Vader. Agindo por vingança e em pró de seus próprios interesses, consegue manipular a todos ao seu redor sem atrair desconfiança para o que ele realmente quer. O modo como ele consegue que tudo esteja do jeito que quer é surpreendente, para dizer o mínimo. Ele é o grande protagonista do enredo da história.

Apesar de girar em torno das tentativas de buscar Han, a história tem um foco diferente, onde gera uma série de intrigas, lutas, descobertas, frustações e muitas reviravoltas.

A intensidade que o autor consegue passar em pouco mais de 400 páginas é indiscutível. Apoiado pelo iniciador da obra, Steve Perry consegue inserir o verdadeiro espírito da história, com a mesma veracidade e emoção que George Lucas fez com os outros episódios da série. Sem sair do contexto nenhum milímetro, ele cria toda uma trama para explicar coisas que ficaram a desejar entre um episódio e outro de forma impecável.

Como grande entusiasta da série, afirmo que foi um dos melhores livros que li depois da obra de George Lucas ter sido “finalizada”, por assim dizer. Sua escrita é envolvente, assim como os acontecimentos que nela são relatados, acrescido do jogo de narração, essa que passa pelo ponto de vista de boa parte dos personagens. Por essa narração também conseguimos entender as emoções que moveram os personagens ao ápice de suas personalidades, bem como suas motivações e descobertas que agora podem ser desfrutadas pelos leitores de forma mais clara.

Este é, sem sombras de dúvidas, um livro essencial para todos os fãs da saga, assim como os demais leitores que tenham curiosidade de saber as motivações de muitas das ações do episódio VI. Emocionante, envolvente e de tirar o fôlego. Espero que gostem tanto quanto eu. Boa leitura.



Até então, uma situação como aquela nunca parecera uma possibilidade real para ele. Luke sempre pensara que, de alguma forma, todos os lasers errariam o alvo, todos os mísseis passariam por ele inofensivamente, e ele viveria para sempre. Não parecia plausível que ele realmente pudesse deixar de existir.
Agora parecia. Pág. 114

--- Juliana Gueiros ---

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre.

- Caso tenha uma pergunta deixe seu e-mail abaixo que respondo assim que o comentário for lido.

- Caso sua mensagem não tenha relação com o post, envie para o e-mail.



ATUALIZAÇÕES DO INSTAGRAM