13 de janeiro de 2016

Resenha: Desventuras em Série – O Elevador Ersatz por Lemony Snicket

E vocês acham que os infortúnios que seguem nossos heróis terminaram no colégio? Nem pensar! Preparem-se para a mais nova eletrizante e polêmica história dos irmãos, a partir de agora uma nova vilã espreitará nas sombras de nossos heróis! Prepare então seu Martini Aquoso enquanto ele ainda é In e vamos desbravar um prédio que não é o que parece!

Título: O Elevador Ersatz
Autor: Lemony Snicket
Editora: Seguinte
Ano: 2014
Páginas: 232
Onde comprar: Saraiva Submarino

Como nos episódios anteriores, o sexto livro de Desventuras em série está repleto de desgraça, desespero e mal-estar. Quando essa nova desilusão começa, os irmãos Baudelaire estão acompanhados do Sr. Poe, um executivo de banco que ficara encarregado das crianças depois da morte dos pais deles num horrível incêndio.Eles vão até à residência da família Squalor, os novos tutores dos Baudelaire. O Sr. Poe acredita que ali Violet, Klaus e Sunny estarão a salvo do ganancioso e traiçoeiro Conde Olaf, que foi o primeiro tutor dos três irmãos e que pretende, desde então, apropriar-se da fortuna herdada pelos Baudelaire. A última maldade cometida por Conde Olaf foi raptar os trigêmeos Quagmire, de quem os Baudelaire haviam ficado amigos no colégio interno.Jerome e Esmé Squalor moram num apartamento de cobertura na Avenida Sombria. Para o desânimo dos três irmãos, o elevador do prédio foi desligado e eles são obrigados a chegar ao último andar pelas escadas escuras e tenebrosas. Depois de muitos e muitos degraus, eles finalmente chegam à casa nova, um enorme apartamento com 71 quartos, e descobrem que seus novos pais os tinham adotado apenas porque ter órfãos estava na moda.Os irmãos parecem bem instalados, mas uma nova aparição do Conde Olaf vem trazer pavor aos Baudelaire. Eles agora têm de descobrir um jeito de se livrar dessa pérfida ameaça. A resposta pode estar no elevador ersatz, uma passagem secreta tão escura quanto "uma pantera negra como azeviche, coberta de piche, comendo alcaçuz preto no ponto mais profundo da parte mais funda do Mar Negro". E os perigos estão só começando. Dali em diante, uma montanha de horrores e desgostos ainda espera pelos desafortunados irmãos Baudelaire.


Mais uma vez a caminho da casa de novos tutores, o Sr. Poe leva as crianças de volta à cidade natal, onde estas moravam até perderem os pais e passarem pelas mãos do terrível Olaf. Eles agora estão rumo à Avenida Sombria 667, que faz jus ai nome, pois está encoberta por escuras árvores e sem nenhum tipo de iluminação elétrica. Ao chegarem ao enorme arranha-céu da avenida, também envolto em trevas, encontram um porteiro, que identificam como um homem que sempre usava luvas. 

O porteiro explicou para os jovens e o senhor Poe que tudo, desde a avenida ao arranha-céu, se encontrava escuro, pois o mesmo estava In, enquanto a luz estava Out. In então significava que as coisas estavam “por dentro da moda”, enquanto out seria “por fora da moda”, algo que vai perseguir os jovens Baudelaire durante toda sua estadia na cobertura. Por falar nisso, adivinha o que mais estava out? Se você pensou em “Elevadores”, está correto! E, obviamente, os novos tutores se encontravam na cobertura, a 66 andares de distancia! Como sempre, o Sr. Poe deixa os órfãos à própria sorte, enquanto tentará descobrir o paradeiro dos trigêmeos Quagmire, raptados pelo conde Olaf na última aventura.

Após subirem exaustivos 66 andares, eles se encontram com os novos tutores, Jerome e Ésme Squalor. Jerome é um homem bondoso e gentil, que não liga para as coisas In ou Out, e oferece Martini Aquosos (Basicamente, água numa taça de Martini com uma azeitona) para os cansado irmãos e lhe introduz à sua esposa, Ésme Squalor, a sexta consultora financeira mais importante da cidade. Ésme é uma viciada em coisas In, enquanto abomina coisas Out, descartando-as logo em seguida. 

Ela admite que o motivo de ter ficado com os Órfãos era o fato de eles estarem totalmente In, no momento. Em um exemplo de como uma boa parte da sociedade estava tão absorta nesse tipo de situação, Ésme recebe um telefonema em que avisam-na que a luz voltou a ser In, e logo todos voltaram a usar energia elétrica e as árvores da avenida foram cortadas, iluminando tudo novamente. Esse episódio fez Violet se perguntar o que aconteceria com eles, quando órfãos se tornarem Out.

Descobre-se então que Ésme está responsável por um leilão In, sendo esse leiloeiro ninguém mais que nosso vilão preferido disfarçado e com um sotaque estrangeiro. Cabem aos irmãos desmascarar novamente o vilão e descobrir o paradeiro de seus amigos, enquanto se deparam com uma nova ameaça sobre suas vidas!

O sexto livro da série, apesar de seguir um mesmo padrão, apresenta desde já novos pontos à história. No final do livro anterior, tivemos a descoberta da sigla C.S.C. que vai tomar espaço durante todas as demais aventuras. Esse livro começa a nos preparar para um grande twist na história, tornando-a um pouco mais séria, sem nunca perder o ar gracioso de história infantojuvenil.

Como sempre me repito nas resenhas da série, o narrador é o grande primor de tudo. Lemony Snicket é um narrador-personagem excelente, explicando-nos tudo o que precisamos saber sobre a história, inclusive o porque do nome do título do livro (não vou contar, vocês vão ter que ler!).

A crítica desse livro fica explicita para as pessoas que vivem por seguir modinhas. Ésme Squalor é uma mulher totalmente vazia, que vive em função de seguir a moda e abomina tudo que não é In, o que a torna uma pessoa totalmente sem personalidade e horrenda! Não digo que o bom é você ser hipster alternativo (O que, ironicamente, foi modinha em 2015), mas o livro nos exorta a pensarmos sobre o porquê de gostarmos de alguma coisa: Nós genuinamente nos interessamos por aquilo, ou simplesmente queremos mostrar aos outros que seguimos uma tendência?

A aventura é bastante dinâmica e tem diversos momentos de tensão na mesma. Ficamos felizes junto com os órfãos ao encontrarem os queridos Quagmire, ao mesmo tempo em que ficamos frustrados com o final de tudo! E não se enganem! A coisa vai ficar ainda pior!

O Elevador Ersatz é ainda um pouco do mesmo eu temos visto, mas nos oferece pistas e personagens que veremos ainda ao longo da série. Não é um ds meus livros favoritos, devo admitir, mas é extremamente válido e, sendo bem honesto, mais do mesmo, nessa saga, nunca deixa de ser bom!



"Quando eles chegaram ao fundo daquele profundo e aterrorizante lugar, os órfãos Baudelaire olharam para dentro da jaula e viram as figuras agachadas, encolhidas e trêmulas, de Duncan e Isadora Quagmire" - Pág. 124

--- Marcel Elias ---

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre.

- Caso tenha uma pergunta deixe seu e-mail abaixo que respondo assim que o comentário for lido.

- Caso sua mensagem não tenha relação com o post, envie para o e-mail.



ATUALIZAÇÕES DO INSTAGRAM