2 de maio de 2015

Resenha: Calvin e Haroldo – As Tiras de Domingo (1985-1995) por Bill Watterson

A resenha de hoje é especial por vários motivos. Primeiro, nunca escrevi sobre tirinhas – essa é uma novidade que me deixa um pouco assustada. Segundo, Calvin e Haroldo ganharam o meu coração de uma forma tão inigualável que mal posso esperar para viver mais aventuras com eles. Por isso, sejam bonzinhos comigo e curtam esse amor em forma de desenhos.

Título: Calvin e Haroldo – As Tiras de Domingo (1985-1995)
Autor: Bill Watterson
Editora: Conrad
Páginas: 95
Ano: 2014
Onde comprar: Saraiva
Calvin e Haroldo - As Tiras de Domingo 1985 - 1995 - As compilações de tiras de Calvin e Haroldo são ótimo livros para ter, mas a oportunidade de ver os originais e ler o que Bill Watterson pensa a respeito é um privilégio. Ele generosamente compartilhou não só sua arte, mas sua vida e seus pensamentos. Quando analisei o trabalho escolhido para a exposição, eu sabia que os visitantes chegariam aos risos e iriam embora às lágrimas. (Do Prefácio de Lucy Shelton Caswell, professora e curadora da Biblioteca de Pesquisa de Quadrinhos e Cartuns da Universidade Estadual de Ohio, em junho de 2001).

Calvin e Haroldo mais do ser uma tirinha divertida, é também capaz de despertar no leitor emoções que nem ele mesmo sabia ter. Me vi tantas vezes na pele do Calvin com relação aos meus questionamentos sobre o mundo, a minha birra inegável pelas manhãs e pela rotina, que sem sequer perceber eu terminei de ler o livro e a sensação de vazio ficou em mim. Tanto que até hoje busco alguma leitura que me entretenha e me faça refletir como ocorreu durante a leitura de “Calvin e Haroldo – As Tiras de Domingo (1985-1995)”, mas ainda não obtive sucesso em minha busca.

Me vejo tanto nessa tira. Assim como Calvin, ando cansada da rotina.
Acredito que além da genialidade com a qual essas tiras foram pensadas por Bill Watterson, uma das coisas que torna o seu trabalho tão maravilhoso é a sensibilidade que ele consegue empregar não só em cada desenho dos personagens, como também, no texto. Me emocionei profundamente com tiras que só tinham imagens e que conseguiram me encher os olhos de uma forma que, de fato, iam além do que as palavras eram capazes de dizer. Além é claro, de amar de todo coração alguns textos que mostra o quão genioso, vivaz e perspicaz o Calvin é.

O conceito dessa tira é bem interessante. Ainda mais por o último quadro ser o único colorido.
Outro ponto importante para falar dessa edição, é que ela possui 36 tirinhas, sendo que são apresentadas não só as versões finalizadas e que foram publicadas, como também, suas versões originais. Além disso, ainda há comentários na maioria das tiras realizados pelo próprio Bill, onde ele conta um pouco das dificuldades, desafios e ideias que ele teve durante o processo de elaboração dessas tiras. Vale lembrar, que nesse livro estão contidas apenas algumas publicações dominicais suas.

Original de um tira que Calvin fala sobre o futuro, o presente e o passado.
E se eu tivesse que resumir a experiência que tive com esse livro em apenas uma palavra, eu diria: espetacular. Eu que nunca fui uma leitora assídua de tirinhas, agora me vejo órfã de uma que agarrou meu coração e não largou mais. Espero que todos os leitores que assim como eu, querem ter uma experiência extraordinária, enriquecedora e super divertida, possam ler “Calvin e Haroldo”. Garanto a vocês, não há como colocar em palavras o que essa tira é capaz de fazer com um leitor, ainda mais, com aqueles que são mais sensíveis.

Minha tira preferida no livro, nela, depois de um dia estressante o Calvin chega em casa e é recebido com todo o amor por Haroldo. A sensibilidade dela é incrível!

--- Isabelle Vitorino ---

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre.

- Caso tenha uma pergunta deixe seu e-mail abaixo que respondo assim que o comentário for lido.

- Caso sua mensagem não tenha relação com o post, envie para o e-mail.



ATUALIZAÇÕES DO INSTAGRAM