21 de maio de 2015

Mundo dos Quadrinhos #1: Como Começar a Ler Quadrinhos?


Primeiramente, saúdo todos os leitores e membros do Blog, que abriram esse espaço para que possamos discutir sobre um de meus hobbies favoritos da vida: os quadrinhos.

Então, em uma rápida apresentação: “Olá, meu nome é Marcel Elias, eu sou um leitor de HQ’s.”

Meu fascínio pela nona arte começou através de antigas animações, mas foi somente em meados do ano 2000 que comecei de fato a comprar e acompanhar assiduamente títulos e arcos fechados, num casamento que perdura até hoje.

Quando falo para as pessoas que sou um leitor de quadrinhos, as que não reviram os olhos e/ou julgam infantilidade para um cara de 23 anos (o mesmo quando falo que sou fã da Disney), geralmente me fazem um mesmo questionamento:

“Acho uma forma de entretenimento bastante interessante, mas são muitos os quadrinhos,  mesmo para um grupo apenas... Por onde eu deveria começar a ler?

É preciso, a meu ponto de vista, ter duas coisas em mente, ao se começar a ler quadrinhos:

1. Quem decide o que ler é VOCÊ.
É interessante que você leia todo o material que já foi escrito a respeito de determinado heróis/time? Sim, Você vai ter um panorama bem mais amplo para falar e refletir sobre os personagens e os arcos. Mas, o que nós precisamos ter em mente é: Quadrinhos não são Livros.

É outra forma de mídia que, assim como os livros, tem seus prós e seus contras. Outro modo de se contar histórias.

Quadrinhos americanos, mesmo as edições mensais, trabalham em um esquema de arco fechado, ou seja, roteiristas pegam determinado número de edições e criam uma história que será dividida entre essas. Geralmente, esses arcos dentro da revista são interligados, então para você entender completamente o arco 2, você teria que ler o arco 1. Só que, NADA TE IMPEDE DE LER O ARCO 2, SEM LER O ARCO 1!

Outro fato é que, com a grande rotatividade de roteiristas/desenhistas, por diversas vezes, ideias do antigo roteirista são descartadas o que, a depender da situação, pode ser vantajoso ou não.

Em suma, no mundo dos quadrinhos de super-heróis, nem sempre será necessária uma grande carga de conhecimento posterior para que você possa começar por onde tiver interesse!

Claro que, no intuito de promover a venda de diversos títulos, as editoras juntam revistam em alguns crossovers (União de universos), formando sagas entre eles, é o único momento, a meu ver, em que você tem certa obrigação de ler, para entender toda a saga.

2. Não se sinta pressionado a ler tudo que a editora tem a oferecer.

Vamos a uma historinha:

Eu sou um grande fã dos X-Men, desde que tive meu primeiro contato com os mesmos, na animação dos anos 90.

Descobri os quadrinhos dos mutantes através de um amigo meu, que me apresentou alguma de uas histórias e um site de scans que ele era usuário, A partir daí comecei a desbravar o mundo dos quadrinhos.

Muitos me falavam que eu devia procurar algo do Homem-Aranha, Demolidor, ou mesmo dos Vingadores para ler, pois, apesar dos X-Men serem parte do universo Marvel, o “maior destaque” ia para esses outros heróis.

O grande problema era que esses outros heróis nunca despertaram tanto meu apetite por quadrinhos no começo. Meu foco ficou totalmente nos X-Men por uns 5 ou 6 anos, até eu resolver dar uma chance ao Cabeça de Teia ou os Vingadores e, sendo bastante honesto, sou do grupo de Posers que só começou a se aprofundar no Demolidor agora, após ter assistido ao seriado da Netflix.

Moral da história: Editoras tem um leque enorme de heróis e times que retratam os mais diversos mundos, universos, realidades, situações, problemas e acontecimentos. Quem vai decidir qual deles melhor se relaciona com seus gostos é você mesmo.

Da mesma forma que funciona com livros, seu gosto vai passar a variar após um tempo, te fazendo querer conhecer novos heróis, ou ver histórias de seu roteirista favorito em outros times. Isso acontece naturalmente, sem pressa ou cobrança.

Em suma, o que é preciso para começar a ler quadrinhos?

Vontade, uma história de seu gosto e um tempinho para que você possa ler aquela HQ em paz!

-*-

Então é isso, meus caros. Espero que, ao longo de nossos encontros semanais, possamos, além de resenhar e trocar figurinhas sobre nossas histórias favoritas, possamos falar sobre quadrinhos de uma forma opinativa e tranquila.

--- Marcel Elias ---

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre.

- Caso tenha uma pergunta deixe seu e-mail abaixo que respondo assim que o comentário for lido.

- Caso sua mensagem não tenha relação com o post, envie para o e-mail.



ATUALIZAÇÕES DO INSTAGRAM