7 de janeiro de 2014

Campanha: O Protetorado da Sombrinha #PublicaValentina

Olá pessoal,

O blog Mundo dos Livros junto com outros blogs estão participando de uma campanha super bacana que tem como objetivo garantir a publicação dos demais livros da série 'O Protetorado da Sombrinha' no Brasil, já que infelizmente ela corre o risco de ser cancelada pela Editora Valentina. Espero contar com ajuda de vocês para movimentar as redes sociais em prol da série, pois será extremamente triste caso nós tenhamos que recorrer a outros recursos para continuar acompanhando a deliciosa jornada de Alexia e do Lord Maccon. Dito isso, convido cada um de vocês que desejam conhecer um pouco mais do universo criado por Gail Carriger a ler esse texto que foi feito com todo carinho pelo Matheus Braga do blog Vida de Leitor e que estará circulando pelos blogs durante o período de campanha. Vamos lá!


Hoje venho aqui para apresentar para vocês essa série sensacional que foi publicada pela editora Valentina e também para distribuir alguns marcadores e livretos contendo capítulos da obra. Quem quiser esses mimos basta  preencher o formulário no final do post com o endereço de e-mail para contato. Temos disponíveis 30 kits que serão enviados diretamente pela editora. Caso haja mais de 30 pessoas com vontade, infelizmente, teremos que sortear entre elas pois só temos esses 30 kits. Alguns serão com livretos e marcadores, outros só com livretos ou só marcadores.

Compre "Alma?" AQUI e "Metamorfose?" AQUI

Elementos presentes em um romance Steampunk.

O que esperar da série?
Uma sociedade permeada com vampiros, lobisomens, fantasmas e a nossa querida e inesquecível protagonista, Alexia Tarabotti, que é uma preternatural (um ser humano que nasceu sem sua alma). Tal condição a coloca em algo entre medo e adoração. Medo por parte dos vampiros e dos fantasmas, vez que com um simples toque ela pode fazer com que o elemento "sobrenatural" deixe a pessoa tocada e isso faz com que os vamps voltem à sua forma humana, deixando-os vulneráveis e possíveis de se matar, e que os fantasmas sejam exorcizados. Contudo, ela é adorada pelos lobisomens, exceto por Lorde Maccon que sempre tem que limpar as bagunças e corpos que Alexia deixa pelo caminho, vez que a licantropia para eles é uma maldição e ela consegue quebra-la, mesmo que momentaneamente.

Quem vai gostar de ler?
Esta obra foi feita sob medida, tanto para homens quanto para mulheres. Aos homens agrada pelo aspecto das lutas envolvendo a alcateia e as colmeias vampíricas, bem como todo o quesito mistério no que tange ao fato de que é de conhecimento da sociedade a existência de seres sobrenaturais, o que gera um aspecto político-militar envolvendo o reinado de Vitória e o DAS (Departamento de Arquivos Sobrenaturais). As mulheres, contudo, são deslumbradas pela sociedade em si, pelo charme animalesco de Lorde Maccon e pelo ímpeto e independência presentes na personalidade da protagonista, afinal, que mulher não gostaria de andar pelas ruas da Londres vitoriana em um vestido rodado carregando nada além de uma sombrinha assassina feita especialmente para disparar ácido e veneno, bem como matar vampiros e lobisomens com suas lanças escondidas feitas de prata e madeira?

Atores escolhidos pelas fãs da série para interpretar Maccon caso haja uma adaptação.
O conde segurou o queixo da Srta. Tarabotti com uma das mãos enormes e, com a outra, puxou-a pela cintura, com firmeza em sua direção. Seus lábios tocaram os dela quase com violência. Ela recuou.
– O que está...?
– Só desse jeito você fica quieta.

Porque nós amamos?
Outro aspecto ao qual atribuo o sucesso desta obra é a presença de um humor ácido e atípico por parte da protagonista. Devemos lembrar que o livro se passa em uma era onde os homens ainda tinham muito mais influência que as mulheres e que as mesmas ainda tinham a preocupação de que se não se casassem cedo, seriam uma vergonha para sua família e não é isso que acontece com Alexia. Muitos atribuem tal atitude pelo fato dela ser italiana por parte de pai, contudo, ela mesmo atribui ao fato de ser uma desalmada, pois assim consegue ver as coisas de forma mais pragmática e coesa, ao contrário de sua amiga Ivy, cuja noção e gosto por chapeis estão em um nível "Carmem Miranda e suas bananas na cabeça". O que é mais engraçado é que é literal, ela em uma cena usa um chapéu com uma espécie de salada de frutas frescas... HAHAHAHA.

A série fez tanto sucesso no exterior, que não somente foi adaptada como Mangá, como também está sendo cotada para virar filme. Contudo, a autora deixou claro que sua opção seria que virasse uma série/minissérie de época com um viés mais sobrenatural, mas nada ainda foi decidido e estão em fase de negociação. 

Confira abaixo uma das cenas em Mangá, bem como, a opinião de vários leitores sobre a obra:

Mangá da série.
No protocolo da alcateia, denominamos isso de a Dança da Loba – explicou o Beta. – Perdoe-me por dizê-lo, mas a senhorita é alfa demais.

Irene Adler em um Cosplay de Alexia.

"Essa é sem dúvida a melhor leitura do ano!"
Aline Leal - Blog Alpha Girl

"(...) Quando o bate boca entre ela e o lobisomão começou, e você nota que começa a rolar um clima, ahahahahah, não tive como largar mesmo!"
Vânia Nunes - Blog A Borboleta que Lê

"(...) resolvi finalmente dar uma chance ao livro dessa tal de Gail Carriger. E não é que eu não consegui largar o danado? Dizer que eu adorei a Alexia é pouco. Amei essa personagem LINDA (...)"
Elimar Souza - Blog Alquimia dos Romances

"Eu não esperava que o livro fosse tão bom! Sou obrigada a admitir que esse livro me surpreendeu de uma maneira muito positiva graças aos personagens principais".
Carol Durães - Blog Mix Literário

"Com uma história divertida e misteriosa, Gail Carriger consegue nos prender da primeira à última página com facilidade. Mais do que uma narrativa agradável, os personagens são cativantes e empáticos".
Juh Olivetto - Blog Livros e Bolinhos

"Esta foi uma grande surpresa! Eu já estava bastante ansiosa para a leitura e também já havia lido diversos elogios. Confesso, estava morrendo de medo de me decepcionar por causa das minhas expectativas. Que engano! O livro é um máximo!"
Pam - Blog Garota It

"Carriger consegue aqui criar um universo muito peculiar, por todos os seus elementos: a narrativa chega a ser irônica (sendo em terceira pessoa, mas acompanhando a protagonista), e trata o leitor de forma a adentrar essa sociedade vitoriana mesmo, com o estilo rebuscado da época".
Lygia - Blog Brincando com Livros

"É uma história muito empolgante, muito boa de ler. A principal característica é ser engraçada, mas muito engraçada mesmo. Não leia esse livro em lugares públicos, você corre o sério risco de passar vergonha, como eu, dando gargalhadas bem altas e todo mundo olhando para sua cara!"
Luiza - Blog Every Little Book

"O livro é uma delícia. Uma leitura gostosa, fácil e que li em apenas algumas horas. Eu me senti parte da história e por muitas vezes cheguei a desejar que um lugar assim existisse... Eu amo histórias com sobrenatural e a mistura disto com romance histórico e humor ficou simplesmente maravilhoso!"
Lia Christo - Blog Doces Letras

"Fiquei – no mínimo - apaixonada pelo livro logo em suas primeiras páginas. Como amante de romances históricos me diverti ao extremo com as frases irônicas da Alexia, com suas conversas inteligentes e ao mesmo tempo femininas com uma melhor amiga confiável e prestativa, e os com seus passeios inesperados e aterrorizantes (...) Como vocês podem ver, são tantos aspectos positivos que acabei encantada com a história, acredito que no momento nada é capaz de contradizer a magnitude que nutri pelo livro".
Pah Aleksandra - Blog Livros & Fuxicos

"O livro é contado em terceira pessoa, e sua escrita é leve e divertidíssima, porém um pouco complexa, já que a história se passa na era Vitoriana – item fundamental num steampunk – e as falas são um pouco carregadas, mas absolutamente nada que prejudique a leitura de alguma forma. É possível saber tudo o que Alexia pensa e vive de maneira envolvente, mesmo com o livro sendo contado em terceira pessoa. Ou seja, nada deixou a desejar neste livro esplêndido".
Laisy - Blog Perdidas na Biblioteca

A autora à esquerda fazendo Cosplay em uma sessão de autógrafos.


Encenação do que seria uma sociedade Steampunk.

a Rafflecopter giveaway

Observação: Caso o formulário de comentário não esteja visível, atualize a página.

--- Isabelle Vitorino ---

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre.

- Caso tenha uma pergunta deixe seu e-mail abaixo que respondo assim que o comentário for lido.

- Caso sua mensagem não tenha relação com o post, envie para o e-mail.



ATUALIZAÇÕES DO INSTAGRAM