Confissões de uma Blogueira em Crise: Quanto tempo o tempo tem?


Durante muito tempo eu coloquei meus sonhos em detrimento das minhas obrigações. Mas quanto mais o tempo passa, mais eu percebo que eles não precisam ser polos opostos e que talvez haja uma maneira de fazer com que ambos caminhem juntos. Quem me conhece, sabe que o blog sempre foi o meu espaço de relaxamento, o meu hobbie

Entretanto, o que antes era uma dedicação pontual, passou a tomar cada vez mais horas e dias meus. E por mais que eu tenha lutado contra isso, acabei me vendo sem poder fazer coisas importantes para mim e minha família. A partir disso foi impossível não ter aquele clique de que algo estava muito errado. E foi depois de muito refletir que eu admiti para mim mesma que eu precisava fazer alguma coisa para mudar isso.

Como muitos de vocês já devem ter notado, o blog não é monetizado. Ou seja, não recebo um centavo para sentar e escrever para vocês como muitos blogueiros por aí fazem. Sim, isso foi uma opção minha. Afinal, se faço por prazer, não preciso necessariamente transformar isso em negócio – mas não julgo quem o faz. O que não quer dizer, é claro, que eu não precise trabalhar (porque como a grande maioria dos brasileiros, eu preciso). 

No entanto, é justamente por causa das minhas obrigações profissionais que cada vez mais tenho me afastado do Mundo dos Livros, já que como funcionária pública preciso acordar muito cedo para trabalhar, como universitária tenho que passar a tarde inteira na faculdade e como "concurseira" tenho minhas noites sempre repletas de anotações e vídeo aulas – e eu acabo sem tempo para me dedicar a alguns dos maiores prazeres da minha vida: ler e escrever.


Mas não é apenas isso. Essa correria do cotidiano acaba refletindo em outros aspectos da minha vida de modo que a necessidade de fazer algumas modificações se tornou algo de suma importância. Em primeiro lugar, preciso dar prioridade a alguns pontos que precisam da minha atenção e para isso, precisarei ser mais flexível comigo mesma e parar de me cobrar quando eu não puder estar presente no blog. 

Porque vocês podem até não acreditar, mas a verdade é que eu fico ansiosa para escrever para vocês e ajudá-los nem que seja a decidir se aquele livro que está na lista de desejados vale a pena ser esperado com tantas expectativas ou não.  Dessa forma, espero que vocês entendam que até eu aprender a organizar melhor os meus horários, as coisas ficarão confusas por aqui e os posts se tornarão mais aleatórios do que nunca. Mas uma coisa é certa, eu não vou abandonar vocês tão facilmente.

E foi com o objetivo de não tardar muito para descobrir uma solução para o meu problema que eu fui em busca de algumas dicas que pudessem me ajudar. Entretanto, o que encontrei me deixou com o pensamento de que quase sempre nossos anseios poderiam ser facilmente resolvidos se aceitássemos que nossas melhores opções podem ser encontradas na mais completa obviedade, já que com subtítulos como: planeje-se, evite distrações, tenha disciplina. Fica mais do que claro que difícil mesmo não é achar o caminho para organizar melhor o nosso tempo, mas sim ter a coragem de segui-lo.


Durante a minha pesquisa, encontrei um site muito bacana que não só traz textos super interessantes a respeito do tema, como também, ministra cursos que vão desde a formação para se tornar um coaching profissional a disseminação de ensinamentos essenciais para que seus alunos façam escolhas mais certeiras. O site em questão é o IBC Coaching, e foi de lá que eu trouxe as consideradas regras de ouro para otimizar o tempo e não ficar refém da procrastinação.


1. Planeje: Você deve listar suas tarefas e definir a ordem de importância de cada uma delas. Coloque tudo no papel especificando datas, horários e objetivos. Faça o planejamento de ações e siga-o de acordo com o que foi estipulado respeitando os prazos e a complexidade destas.

2. Determine o que é mais importante: Você nunca conseguirá fazer tudo de uma vez, sendo assim é necessário que você comece do que é mais, para o que é menos urgente. Podemos utilizar o modelo da Tríade do Tempo e marcar nossas tarefas como: Importantes, Emergenciais ou Circunstanciais.

3. Mantenha-se focado(a): Evite distrações e adquira o hábito de terminar tudo o que começou. Foque toda sua atenção no trabalho que está sendo executado, procure terminar a atividade iniciada no tempo certo e dê o seu melhor.

4. Seja disciplinado(a): Siga o seu planejamento da forma como o fez. Deixe a preguiça, conversas paralelas, redes sociais de lado e organize-se. Lembre-se: isso é essencial para que cumpra com tudo o que se propôs a fazer.

5. Atente-se aos prazos: Os prazos são dados para serem cumpridos. Procure realizar as tarefas de forma apropriada e entregar tudo no tempo certo. Faça uma lista indicando cada data de entrega e saiba por onde começar.

Particularmente, eu estou sentindo muita dificuldade em seguir essas dicas, pois por mais simples que eles aparentam ser, acabo desviando minha atenção dos assuntos urgentes para fazer coisas que eu aprecio mais, como... dormir! (risada) Mas me empanharei mais para que possa conseguir alcançar os resultados que almejo. E vocês, tem alguma dica para a organização de tempo e para evitar a procrastinação?

--- Isabelle Vitorino ---

Postar um comentário

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre.

- Caso tenha uma pergunta deixe seu e-mail abaixo que respondo assim que o comentário for lido.

- Caso sua mensagem não tenha relação com o post, envie para o e-mail.