Bate Papo: Vanessa Bosso


Oi pessoal,

Chegou o grande dia! Hoje trago para vocês uma entrevista maravilhosa feita com muito carinho por mim e respondida com um carinho ainda maior pela escritora Vanessa Bosso que é a nossa homenageada do mês. Nesse bate papo vocês poderão conferir assuntos que vão desde o processo de escrita dela até aquele conselho especial para quem sonha em ser escritor. Vamos conferir pessoal? Tenho certeza que vocês não vão se arrepender!

Como publicitária a criatividade sempre esteve em sua vida. Diga-nos, como você identificou que a inspiração ia além do seu trabalho no setor de publicidade e adentrava o mundo literário?
A publicidade já não atendia mais as minhas expectativas. Eu queria trabalhar com textos diferenciados, colocar para fora meus sentimentos e crenças sobre a vida, o universo e tudo o mais... Escrever um livro me pareceu uma excelente forma de fazer isso. E não é que deu certo? Pensei que seria taxada de insana, mas não foi assim que aconteceu. Os leitores realmente se identificaram com minhas loucuras e após tantos feedbacks positivos, não parei mais de escrever. 


Conte-nos um pouco do seu processo literário. Você se influencia em séries, filmes, livros e músicas, ou você embasa suas histórias completamente no que você tem em mente?
Meus primeiros livros foram criados a partir das minhas crenças. Hoje, me deixo influenciar por alguns roteiros que gosto, principalmente séries como Arquivo X, Star Trek e Fringe. Estou escrevendo um novo livro em parceria com um grande amigo escritor e a história surgiu quando eu assistia a série Merlin. Não será a história do Rei Arthur, mas a ideia partiu daí.

Van, uma de nossas leitoras quer saber como você consegue: “dominar’ a mente e se concentrar em escrever um romance por vez, e não ficar divagando sobre uma ou outra história sem tornar nenhuma em algo concreto”.
Que pergunta show!
Não é nada fácil se concentrar em apenas uma história. Durante a narrativa de um romance, outras ideias começam a pipocar. O que eu faço? Anoto todos os insights e quem sabe um dia trabalhe alguma dessas ideias. Mas é preciso focar na história da vez, senão, o caldeirão desanda.

Alguns leitores costumam chamá-la de autora pós-apocalíptica, visto que várias de suas obras passam em meio a esse cenário, por favor, diga-nos como você enxerga esse rótulo.
Sou publicitária, adoro um rótulo! Hahahahahaha.
Eu realmente gosto de pensar em cenários pós-apocalípticos, já acabei com o mundo de n formas diferentes em meus textos. Mas eu não sou só uma escritora do fim do mundo. O Imortal e A Aposta são dois livros que fogem totalmente desse mote.

Com tantas obras prontas e – acredito eu – com tantas outras prestes a estarem. Fale-nos um pouco como surge a inspiração para escrever livros como Possuída, por exemplo.
Antes de pensar em uma história (na maioria das vezes) o título me vem à mente. Só então eu me concentro em uma narrativa para tal título. Com Possuída foi assim. Um dia acordei e lá estava o título gritando por atenção. Pensei, pensei, pensei e então, a história desceu do além, prontinha para ser escrita.

Vanessa, algum de seus livros lhe surpreendeu por ter surgido como uma pequena, mas persistente ideia que queria se tornar “real”? Ou você sempre sabe quais as histórias que você quer manter apenas para si e quais você quer presentear seus leitores?
Escrevo tudo o que vem à mente. Mas sei diferenciar uma história que deve ser lida de outra que deve ficar na gaveta. Não é nada fácil deixar certas histórias na gaveta. Mas quando sinto que foram escritas só para mim, faço isso sem pestanejar. Certas narrativas não serão entendidas pelos meus leitores, eles ainda não estão preparados para lê-las. Quem sabe um dia?

Em um processo criativo é natural que ocorram algumas surpresas. Desde que você começou a escrever já aconteceu de um livro ou um personagem desviar-se completamente daquilo que você imaginava ou você sempre manteve suas ideias em “rédeas curtas”?
Impossível manter a história em rédea curta, por isso não gosto de criar roteiros. A trama tem vida própria, assim como seus personagens. São eles que me levam e não o contrário. Quando inicio uma narrativa, é uma surpresa atrás da outra. Gosto de pensar que essas histórias estão acontecendo de verdade em um universo paralelo e eu apenas assisto a tudo, com os olhos da mente.

Com o boom de filmes e séries baseados em livros, diga-nos, qual de seus livros você gostaria de ver nesse tipo de mídia e qual seria o seu elenco perfeito?
A Aposta é um livro que poderia ser um excelente roteiro de cinema ou minissérie. Não faço ideia do elenco, já que faz anos que não assisto canais abertos. Se ainda existe Malhação, é provável que alguns atores do elenco protagonizassem os personagens de A Aposta.

Atualmente muitos jovens sonham em tornaram-se escritores profissionais e terem suas obras publicadas. Sendo assim, gostaria de saber como você enxerga o mercado literário vigente e qual o conselho que você daria para quem está querendo tornar o sonho de ser escritor em realidade.
A primeira coisa que pergunto para os novos autores: Por que você está entrando nesse mundo? As respostas são as mais loucas que se pode imaginar: reconhecimento, status, fama, dinheiro, glamour... Infelizmente, poucos são os autores que conseguem atingir tais objetivos, afinal, essa é uma busca ilusória. É preciso ter amor pela escrita, paixão pelas histórias, curtir a solidão numa boa, entregar-se por completo. Se não houver isso, melhor nem começar. Fama, dinheiro e reconhecimento serão resultados de um trabalho árduo e é provável que você só consiga isso depois de morto. Tô falando sério!! Se você gosta de escrever, faça disso um hobby, não uma profissão. No Brasil, poucos são os autores que conseguem viver de sua arte.

Perguntas rápidas:

Um Livro? Campo de Batalha: Terra
Um Personagem? Fox Mulder
Um Cenário? Enterprise
Um Filme? De Volta para o Futuro
Uma Série? Merlin (é a que estou alucinada no momento)
Uma Música? It`s a long way to the top if you wanna rock n’roll – AC/DC 
Um Grupo Musical? AC/DC 
Um Dia? O niver da minha filha
Um País? Egito
Uma Pessoa? Meu pai
Um Sonho? Viajar pela galáxia


Vanessa gostaria de lhe agradecer imensamente pela maravilhosa oportunidade de ler seu livro e por me conceder essa entrevista, mas antes de finalizar tenho uma última pergunta (risos). O que você gostaria de dizer aos fãs que neste momento estão lendo esta entrevista?
Rá, não tem essa de fãs comigo não!!! Não curto essa palavra de jeito nenhum. Eu sou apenas a mensageira enquanto o leitor é quem realmente “cria” a história em sua própria mente. Agradeço o espaço e preciso dizer que essa foi uma das entrevistas mais completas e interessantes que já respondi. Super obrigada pela oportunidade. Beijo grande a todos e como diria Spock: “Vida Longa e Próspera".

A única coisa que eu posso dizer para Vanessa depois desse mês em que trabalhamos em conjunto é: Obrigada pela oportunidade incrível de conhecer melhor você e seu trabalho. Espero de verdade que possamos trabalhar juntas em mais projetos algum dia.

Super beijo!

--- Isabelle Vitorino ---

12 comments

Segredos em Livros 31 de outubro de 2012 13:52

Nossa, adorei o post Isabelle. Parabéns pela entrevista. Gostei muito de todos os posts referentes a autora. Espero um dia também ter a oportunidade de ler Possuída. Pela sua resenha, creio que vou gostar bastante. Essa capa de A Aposta é encantadoramente irresistível heim??! A entrevista foi demais, e as respostas dela fizeram por merecer. Que legal saber que ela também gosta da Série Merlin (Eu amo). Bjs, e até a próxima! Fê - Segredos em Livros
http://segredosemlivros.blogspot.com/

Segredos em Livros 31 de outubro de 2012 13:55

Ops, esqueci de comentar...me identifiquei muito com a autora, e pelo seu jeito. Assim como ela, não sou de assistir televisão hahah. Bjs, Fê.
http://segredosemlivros.blogspot.com/

Samira Chasez 31 de outubro de 2012 15:15

Oi..

Estou doida para ler o livro O Imortal porque além de ter uma sinopse muito interessante ainda tem uma capa fabulosa. Gosto muito dessa autora e ainda até o final do ano quero ver se eu leio algo dela de preferencia o Imortal que tanto quero..

Michele Bowkunowicz 31 de outubro de 2012 16:50

oi,
amei a entrevista, adoro essa autora, eu li O imortal e ameiiiii
é minha primeira visita no seu blog
adorei seu blog, curti no facebook
estou te seguindo,

me visita?
http://www.lostgirlygirl.com

bjos

Ana Paula Barreto 31 de outubro de 2012 16:55

Fantástica a entrevista!! Foi legal perceber este lado super descontraído e divertido da autora. Acho que a forma como ela vê a vida e a literatura tem grande influência em suas obras.
Desejo cada vez mais sucesso e reconhecimento à ela.
bjs

Paula Camargo 31 de outubro de 2012 17:52

Adoro entrevistas,parabéns,as perguntas foram todas bem feitas,e a autora demonstrou um ótimo bom humor e uma visão de mundo bem diferente

Ana Luísa Pessanha 31 de outubro de 2012 18:31

Amei a entrevista, a autora é muito divertida e espontânea. Os livros dela são todos interessantes e não vejo a hora de A Aposta ter uma editora, pois, quero muito lê-lo.

Jessica Lisboa 31 de outubro de 2012 19:54

Ok, ja adorei essa autora, 1 ela curte series incriveis alem do filme é claro, o gosto musical tambem é otimo!

Jadi Soares 31 de outubro de 2012 20:51

Que post legal! Sempre gosto desses posts d eentrevistas com escritores pq a gente conhece melhor a pessoa que escreve os livros que mais gostamos e começamos a entender de onde surge as estorias e inspiração.
Ela parece ser super gente boa.
bjim

Rosana Apolonio 31 de outubro de 2012 20:58

Morri agora! Você fez a minha pergunta a ela e ela respondeu! OMG!!! *O* (pausa para voltar ao normal)
Que fofa que essa autora é. Lendo a entrevista é impossível não se identificar com ela, creio que assim como eu tive uma empatia pelo modo como ela respondeu as perguntas vou ter pelos livros delas. Estou louca para saber mais sobre O Imortal e A Aposta, espero que tenha resenha em breve deles por aqui.
Para Vanessa: parabéns pela trabalho e pela simpatia! ;)

Amanda.. 31 de outubro de 2012 23:23

Não curtoo tv.. gostei bastante da entrevista.

Clara Beatriz 2 de novembro de 2012 23:25

Olá, adorei a entrevista, mas ainda não li nenhum livro dessa autora, espero ler em breve

Postar um comentário

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre.

- Caso tenha uma pergunta deixe seu e-mail abaixo que respondo assim que o comentário for lido.

- Caso sua mensagem não tenha relação com o post, envie para o e-mail.