Resenha: Lua Negra por Laura Elias

Continuando com as postagens especiais relacionadas à Laura Elias que é a nossa autora do mês, hoje vou trazer para vocês um pouco mais da Saga Red Kings. E não se preocupem, pois quem não leu o primeiro livro, pode ler essa resenha a vontade porque ela é livre de spoilers.

Título: Lua Negra
Série: Red Kings #2
Autor(a): Laura Elias
Editora: Mythos
Ano: 2010
Páginas: 192
Após ter sido salva das garras da morte pelo sangue de seu amado Bill Stone, a adolescente Megan Grey se vê às voltas com o misterioso avanço de criaturas monstruosas, que deixaram o gélido Ártico rumo à cidade de Red Leaves com propósito desconhecido. Por alguma razão, a aproximação de tais criaturas está criando o pior inverno de todos os tempos no Hemisfério Norte. Como se isso não bastasse, Megan enfrenta transformações no próprio corpo, que ameaçam substituir sua natureza humana por outra, animalesca e totalmente selvagem. Gigantes ancestrais, vampiros, rovdyrs, ódios e segredos milenares, temperados por uma paixão que atravessou vários séculos unem-se no segundo volume da Saga Red Kings, lançando a jovem Megan em um abismo de sombras, onde somente morrendo ela poderá sobreviver. 

Após os frenéticos acontecimentos de Crepúsculo Vermelho, Bill está em turnê com a banda enquanto Megan continua em Red Leaves, apesar da saudade que ambos sentem, eles acabam por aceitar as regras impostas pelos pais de Megan e estão levando o namoro dentro dos limites possíveis daquela situação.
  
Contudo, por trás de toda a fachada de sentimentos perpétuos, os dois passam a esconder segredos que ameaçam serem revelados a todo momento, pois agora, uma terrível nevasca começa a se abater sobre todo o Hemisfério Norte e perigos antigos e inimigos com rostos ocultos se aproximam rapidamente dos seus alvos, pondo em risco a vida de todos os habitantes da pequena cidade que cada vez mais se aproxima de uma fatídica guerra entre seres sombrios.

 “Quantos séculos você esperaria por um amor? E por uma vingança?”

Em Lua Negra as coisas estão bem mais ágeis e a ação acontece do começo ao fim. Nesse livro, nós somos presenteados com uma Megan menos indecisa, com um Simon que continua sendo a perfeição em forma de personagem e um Bill que começa enfim a entender que passado e presente precisam ser separados para todos poderem viver melhor. Confesso que não consegui tirar os olhos das páginas por um segundo sequer, pois além de todo o romance envolvendo os protagonistas, as tramas de vingança e de rancor são representadas de forma muito mais definida, personagens que apareceram superficialmente no livro anterior voltam neste com força total e mostram muito mais de sua personalidade. Por mim, o livro teria muitas páginas mais, pois adoraria ver o novo triângulo amoroso melhor descrito, já que senti que foi algo muito superficial e que não me convenceu muito com apenas uma cena de desenvolvimento.

Apesar de não gostar muito de comentar sobre os finais do livro, eu tenho que comentar sobre este, pois foi simplesmente incrível. Estou há mais de um ano louca da vida por não saber o que aconteceu logo após aquele epílogo, as teorias saltam a minha mente a toda hora, mas eu não tenho certeza de nada, pois a Laura caprichou muito na informação dada e na semente de dúvida plantada nos parágrafos finais (vamos fazer campanha para ela escrever o terceiro volume da saga?).

No mais, senti que nesse livro a leitura fluiu com mais facilidade e posso apostar que isso ficou por conta da revisão que foi mais bem feita. Houve uns errinhos aqui e ali, mas nada que me incomodasse tanto quanto no livro anterior. Agora, se tem uma coisa que me incomodou bastante foi o design dessa capa, se no outro eu me mantinha imparcial, nesse eu não consegui, porque eu odiei de fato esse Bill que fizeram. Gente do céu! Onde eles estavam com a cabeça para fazer um homem tão estranho quanto esse? É certo que o personagem tem um ar felino, mas para mim não era tanto assim. Quando olho para essa capa sempre acho as proporções do rosto dele estranhas e esquisitas.


E como não poderia ser diferente, recomendo muito a leitura desse livro. Tenho certeza que quem gostou de Crepúsculo Vermelho vai amar a continuação da Saga Red Kings!
Se o amor era uma maldição, que eu fosse amaldiçoado. Pouco me importava. Ela era minha. Só minha. Ninguém a levaria de mim, custasse o que custasse. Pág. 57

Playlist:


--- Isabelle Vitorino ---

5 comments

Jenice Franca 18 de julho de 2012 18:05

Oi, Isabelly!

Também achei a arte da capa um tanto estranha. Parece que tentaram deixar com um quê de Jacob ( Crepúsculo) , não gostei.Enfim, sempre acho que histórias que mantén a relação entre vingança e amor presentes na história tendem a nos brindar com narrativas que nos instigam a ler mais e mais...e pelo o que parece o desenrolar desta história promete ser muito bom.

Abraços

Jadi Soares 18 de julho de 2012 20:57

Nao gosto mt desse livro, nada contra a escritora, mas como ja disse pra mim ele é mt crepusculo, apesar da estoria se desenrolar de outra forma, pra mim nao convencei. Nao me deixa curiosa para ler. Sem contar com a capa que acho totalmente estranha.
bjim

Fellipe 20 de julho de 2012 12:14

Não tenho vontade de ler esse livro, mas é bom saber que as falhas do livro anterior foram melhoradas e que tem um final tão boa assim!

Rosana Apolonio 21 de julho de 2012 09:52

Eu estou com muita vontade de ler essa série, contudo, pelo que pude observar a autora ainda não escreveu o terceiro do livro, o que para mim é péssimo, porque sou daquelas que quer comprar logo tudo e ler tudo! rsrsrsrs
Como sempre a resenha está ótima, adoro o jeito como você é sincera sem ofender ninguém.
=D

Samira Chasez 23 de julho de 2012 13:14

Oi..

Gostei do enredo do livro e ele parece ser uma leitura rápida... Mas, como ainda tenho muita coisa para ler e vai ter que aguardar na fila imensa de livros a espera de serem lidos.. =/

Postar um comentário

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre.

- Caso tenha uma pergunta deixe seu e-mail abaixo que respondo assim que o comentário for lido.

- Caso sua mensagem não tenha relação com o post, envie para o e-mail.