21 de julho de 2015

Curta Cinema: Homem-Formiga

Título Original: Ant-Man
Título no Brasil: Homem-Formiga
Diretor: Peyton Reed
Duração:117 minutos(1 hora e 57 minutos)
Elenco: Michael Douglas, Paul Rudd, Corey Stoll, Evangeline Lily.
Dr. Hank Pym (Michael Douglas), o inventor da fórmula/ traje que permite o encolhimento, anos depois da descoberta, precisa impedir que seu ex-pupilo Darren Cross (Corey Stoll), consiga replicar o feito e vender a tecnologia para uma organização do mal. Depois de sair da cadeia, o trambiqueiro Scott Lang (Paul Rudd) está disposto a reconquistar o respeito da ex-mulher, Maggie (Judy Greer) e, principalmente, da filha. Com dificuldades de arrumar um emprego honesto, ele aceita praticar um último golpe. O que ele não sabia era que tudo não passava de um plano do Dr. Pym que, depois de anos observando o hábil ladrão, o escolhe para vestir o traje do Homem-Formiga.


A Marvel Studios que já nos trouxe este ano, ao meu ver, o mediano "Vingadores: Era de Ultron", agora nos brinda com "Homem-Formiga". Antes de tudo vale relembrar uma certa polêmica... Em 2014, Edgar Wright que seria o diretor e já vinha desde meados de 2008 trabalhando em conjunto com a Marvel Studios na pré-produção do filme (roteiro, locações, atores e todo o mais), simplesmente foi demitido do cargo de diretor do filme, além de ter seu roteiro re-escrito. Segundo Joss Whedon (diretor de Vingadores 1 e 2) que havia lido, esse seria o melhor roteiro da Marvel. Mas o que isso tudo nos diz?

Esse episódio mostrou algo que a grande maioria já sabia, que sim, há por parte da Marvel certo problema com a liberdade dos seus diretores contratados. Ao que parece, esse não é um problema originado na própria Marvel Studios e sim na Disney, problema esse, que infelizmente no futuro pode trazer grandes consequências nos filmes da Marvel visto que uma hora é provável que o público comece a perder o interesse pelas piadinhas eventuais e queiram algo mais adulto (exatamente a proposta da Warner). A verdade é que se o roteiro de Wright era melhor ou não, nunca saberemos. Por isso vamos ao que foi rodado, gravado e estreado nas telas do cinema.

Homem-Formiga começa em 1989 com Hank Pym (Michael Douglas) na base da Shield em Washington, também vemos Peggy Carter e Howard Stark (pai de um certo Tony) em uma conversa em tons agressivos por cauda do uso das partículas Pym – algo que será explicado mais a frente. Indo para os dias atuais, vemos Scott Lang (Paul Rudd), ele é pai da pequena Cassandra (Abby Ryder Fortson) e um ladrão que está saindo da cadeia por roubo, mas que está disposto a se redimir.

Scott que é engenheiro elétrico infelizmente não consegue trabalho devido a sua ficha criminal, não pode se aproximar de Cassandra devido ao atraso de pensão e como se tudo isso não bastasse, sua ex-mulher ainda se casou com um policial. Sem emprego e desesperado para poder ver sua filha, Scott aceita roubar uma casa e conseguir com o dinheiro do roubo, pagar a pensão e passar mais tempo com Cassandra. No entanto, ao entrar na casa em questão e arrombar o cofre, Scott encontra apenas uma roupa, que a princípio ele acha que seja de motoqueiro, mas que depois de vesti-la ele descobre que a roupa o faz encolher ao tamanho de uma formiga.

Orientado por Pym e sua filha Hope Van Dyne (Evangeline Lily), Scott é convencido a roubar um exemplar do jaqueta amarela, um traje que assim como o de Pym, encolhe o usuário. Porém, o inventor dessa roupa, Daren Cross (Corey Stoll), planeja vender milhares de cópias do traje com uma finalidade muito mais perversa.

No início do filme já é possível perceber esse que será mais um longa da Marvel com um herói legal, seguido de um mentor atordoado e que logo logo vai estar pronto pra ação. O Hank de Douglas passa experiência, o Scott de Rudd se mostra um cara que quer fazer o correto e a Hope de Lily dá a sensação de que tem um certo ciúme com o destino do protagonista, visto que incialmente ela se achava mais digna de vestir o traje do que o Scott. Entretanto, o ponto alto de "Homem-Formiga" é que ele é realizado como um filme de assalto tal qual "11 homens e 1 segredo", bem como, com certas semelhanças com "Querida, Encolhi as Crianças".

Mas não é só isso, o que mais encanta no filme são os efeitos visuais, pois para fazer as cenas do Scott pequeno foi montada uma equipe pra criar e filmar os ambientes e depois inserir Rudd digitalmente lá. É certo que houve um trabalho muito especial e as cenas do Scott diminuto são excelentes, e traz o que há de melhor em efeitos especiais na indústria na atualidade. Porém, minha recomendação é que evitem o 3D, o filme não possui nada feito pra o formato e faz com que o ingresso não valha a pena.

Por fim, posso dizer que com um roteiro satisfatório, atuações legais e efeitos de ponta em mais um filme da Marvel Studios, "Homem-Formiga" diverte no mesmo nível de "Vingadores 2". É uma boa pedida para um fim de tarde ou um final de semana (sozinho ou acompanhado). Definitivamente um bom filme.


--- Igor Gabriel ---

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre.

- Caso tenha uma pergunta deixe seu e-mail abaixo que respondo assim que o comentário for lido.

- Caso sua mensagem não tenha relação com o post, envie para o e-mail.



ATUALIZAÇÕES DO INSTAGRAM