Resenha: Um Beijo Inesquecível por Julia Quinn

Eu sou suspeita para falar dos livros da Julia Quinn porque sou completamente apaixonada pelos escritos dela. Por isso só posso definir meu sentimento como sendo de incredulidade diante do que eu vi em "Um Beijo Inesquecível".

Título: Um Beijo Inesquecível
Série: Os Bridgertons #7
Autor (a): Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Ano: 2016
Páginas: 272
Onde comprar: Saraiva | Submarino
Toda a alta sociedade concorda que não existe ninguém parecido com Hyacinth Bridgerton. Cruelmente inteligente e inesperadamente franca, ela já está em sua quarta temporada na vida social da elite, mas não consegue se impressionar com nenhum pretendente. Num recital, Hyacinth conhece o belo e atraente Gareth St. Clair, neto de sua amiga Lady Danbury. Para sua surpresa, apesar da fama de libertino, ele é capaz de manter uma conversa adequada com ela e, às vezes, até deixá-la sem fala e com um frio na barriga. Porém Hyacinth resiste à sedução do famoso conquistador. Para ela, cada palavra pronunciada por Gareth é um desafio que deve ser respondido à altura. Por isso, quando ele aparece na casa de Lady Danbury com um misterioso diário da avó italiana, ela resolve traduzir o texto, que pode conter segredos decisivos para o futuro dele. Nessa tarefa, primeiro os dois se veem debatendo traduções, depois trocando confidências, até, por fim, quebrarem as regras sociais. E, ao passar o tempo juntos, eles vão descobrir que as respostas que buscam se encontram um no outro... e que não há nada de tão simples – e de tão complicado – quanto um beijo.


Hyacinth é uma jovem impetuosa que já passou por várias temporadas na sociedade londrina, mas que nunca conseguiu uma proposta séria de casamento. Nem mesmo quando o seu irmão mais velho aumentou o seu dote. A verdade é que a sua amizade com a senhora Lady Danbury revelou que as duas tinham muita coisa em comum, e sendo ela, a velha mais odiada entre as pessoas por causa de sua língua ferina, não era necessariamente uma surpresa o fato da caçula dos Bridgertons continuar solteira. Hyacinth poderia estar mais incomodada com a situação, mas só em pensar em ter um casamento de fachada com algum paspalho que não entenderia metade das coisas que ela dissesse, a tranquilizava sobre a sua condição. Entretanto, quando ela conhece o neto da duqueza Danbury, as coisas começam a mudar...

Gareth desde muito jovem conheceu o desprezo do seu pai. Por muito tempo ele se perguntou o porquê daquele homem o odiar tanto, mesmo ele tendo o mesmo sangue que ele. E foi a partir desse momento que descobrir que tinha sido fruto de uma aventura extraconjugal de sua mãe, não foi uma surpresa tão grande assim. Disposto a fazer o possível para não ter que recorrer a ajuda do homem que o registrou como filho, ele vive com o mínimo para ser considerado alguém pertencente a alta sociedade. Por sorte ele podia contar com a sua avó, uma mulher de fibra que conseguia fazer o que bem entendesse sem que ninguém lhe dirigisse um olhar sequer enviesado. Mal sabia ele que ao atender um pedido de Lady Danbury, ele teria a oportunidade de conhecer um outro lado da jovem Hyacinth Bridgerton, uma garota insuportavelmente linda e apaixonante.

Nunca iniciei uma resenha de um livro escrito por Julia Quinn sentindo qualquer coisa que não fosse puro êxtase, pois desde a primeira história sua que conheci, acompanhei as subsequentes com maior avidez e deleite. Todavia, isso mudou em "Um Beijo Inesquecível". Não, antes de qualquer coisa devo afirmar que o livro não é horrível, bem como, que eu não o odiei. Mas sim, eu me decepcionei. Tudo começou quando a faísca de empatia pela protagonista não apareceu. Hyacinth é uma jovem decidida e que sabe bem o quer, quando se aproxima de Gareth para ajudá-lo na tradução de um diário da sua avó que era italiana, ela demonstra de várias maneiras o quanto está disposta a fazer com que sua opinião seja ouvida. Ser extremamente decidida não foi o que me deixou reticente com relação a personagem, mas sim a falta de algo a mais em sua personalidade.

Eu queria descobrir algo novo com relação a ela com o decorrer da trama, queria ver como era a sua interação com a  sua família, porém, na sucessão de eventos propostos pela autora, eu só conseguia ver uma única faceta de Hyacinth e isso me deixou extremamente chateada. O mesmo aconteceu com o Gareth, pois apesar do seu passado ser bastante nebuloso, não foi alguém que eu pudesse me conectar de modo intenso. Não me emocionei com o seu drama como aconteceu com o Anthony, nem me apaixonei pela sua personalidade como ocorreu com o Benedict, tampouco pelo seu modo de amar como se passou com o Michael. Ele me pareceu um protótipo que não se encaixava em nenhum dos padrões que minha mente aceitava. O que, devo dizer, tornaram as coisas muito mornas e sem graça para mim.

Infelizmente não senti que essa fosse uma história digna para um Bridgerton, pois depois de ler romances de tirar fôlego, acabei "Um Beijo Inesquecível" com aquela sensação de que Quinn poderia ter feito bem mais por e para esses personagens. A história de pano de fundo é bastante interessante, pois com uma joia perdida e um diário por ser traduzido, há alguns momentos de tensão que dão outro tom ao livro. Diante de tudo isso, minha expectativa para conhecer o conto de amor de Gregory diminuiu bastante, ainda mais porque sei que uma má impressão no último volume da série pode e vai fazer com a minha decepção aumente ainda mais. No entanto, não vou sofrer antes do tempo, tentarei esquecer o que senti com essa história e deixarei meu coração livre para o por vir.

Eu daria o mundo para ter mais uma pessoa pela qual daria a minha vida. Pág. 146

--- Isabelle Vitorino ---

1 comment

Blog S2 Ler 11 de fevereiro de 2016 11:22

Isa, AMEI sua lista. Muitos deles também fazem parte da minha, mas preciso dizer algo muito importante: Passe A SOMBRA DO VENTO para frente de TUDO! Pode parar de comer, beber, dormir, e leia! É o melhor livro, o mais lindo, o mais importante, o mais tudo! Com certeza eu o levaria para uma ilha deserta <3.

Vou esperar ansiosa sua opinião sobre ele.

A Ilha Misteriosa estou namorando há dias no site da Amazon.
Crime e Castigo comprei faz muito tempo e continua aqui, lacrado :/
IT é foda d+
O Conde de Monte Cristo também quero ler esse ano. Quem sabe a gente não consegue ler juntas para fofocar sobre ele :)



Beijocas
Mari

Postar um comentário

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre.

- Caso tenha uma pergunta deixe seu e-mail abaixo que respondo assim que o comentário for lido.

- Caso sua mensagem não tenha relação com o post, envie para o e-mail.