Edgar Allan Poe: Análise da edição de “Contos de Imaginação e Mistério”


Falar sobre o gênero horror e não citar Edgar Allan Poe é algo inconcebível para mim. Talvez a culpa seja da admiração que eu nutro por ele, talvez seja apenas a maneira que eu enxergo o grandioso trabalho que ele fez durante toda a sua vida. No ano passado quando fiz o primeiro mês temático e o homenageei, foi apenas o primeiro passo que eu dei em direção aos seus escritos.

Recordo-me que na época em que fiz algumas resenhas dos seus contos, reclamei bastante das edições que encontrei no mercado – principalmente com relação a da Saraiva de Bolso que me enganou ao não informar que o livro era adaptado por Clarice Lispector – e a partir disso iniciei uma busca com o objetivo de encontrar a melhor edição publicada com o trabalho do autor em língua portuguesa.

Para a minha enorme satisfação, encontrei “Contos de Imaginação e Mistério” da editora Tordesilhas, um livro que além de trazer as obras mais conhecidas do Poe, ainda é um item de colecionador encantador. E se você, assim como eu, gosta de apreciar uma boa edição e está curioso para saber todos os detalhes desta, prepare-se pois hoje vou detalhar um pouco mais do trabalho realizado pela editora nesse livro.

COMPONENTES DA EDIÇÃO



Ilustrações: A partir da edição espanhola da editora “Libros Del Zorro Rojo”, a editora Tordesilhas idealizou a versão em língua portuguesa do livro “Contos de Imaginação e Mistério”. Com prefácio de Charles Baudelaire, essa edição foi belamente ilustrada pelo artista dublinense Harry Clarke – que é reconhecidamente um ilustrador gráfico de talento. Essa coletânea de ilustrações, em especial, foi idealizada primeiramente pela editora britânica Harrap e publicada em 1919.  Logo tida como uma joia na época, Clarke conseguiu retratar os temores dos personagens de Poe abrigados nas páginas do livro, de modo que a experiência do leitor com as obras do autor se tornou ainda mais perfeita, já que distribuído em toda a edição, as ilustrações do artista nos faz mergulhar profundamente nas histórias de Poe sem ter pretensões de voltar atrás.


Obras: A obra completa de Poe é composta por inúmeros contos, poesias e ensaios. Na edição da editora Tordesilhas, podemos encontrar apenas vinte e dois deles, mas os que estão nesse livro podem ser considerados como os mais importantes trabalhos do autor, já que foi através deles que o autor foi mais lembrado pelo seu público. Gostaria de destacar “O Poço e o Pêndulo”, “Ligeia” e “Berenice”, como leituras essenciais para o leitor que busca uma leitura diferenciada daqueles contos que são comumente lançados em compilações pelas editoras brasileiras. No entanto, tenho que atentá-los, sobretudo, ao fato de que felizmente essa edição é composta por textos integrais.


Acabamento: Sendo uma edição notoriamente feita para colecionadores, o livro “Contos de Imaginação e Mistério” possui jacket (capa de sobreposição removível) e hardcover (capa dura). Apesar de não ser costurado, o livro mostra ser resistente as ações do tempo e as folhas bem presas a lombada. Com impressão em papel Norbrite (semelhante ao papel Pólen), a diagramação favorece sobremaneira a leitura, já que não possui fontes de tamanho mínimo.









Em suma, posso dizer que a edição da editora Tordesilhas foi impecável, já que desde o material utilizado para a confecção do livro até as escolhas do seu conteúdo, faz com que o leitor sinta que o seu deleite foi realmente algo planejado pelo idealizador da edição. Apesar de não ser um livro com obra completa, vale a pena ser adquirida por todo aquele que admira o trabalho do Edgar Allan Poe e que quer se encantar com as ilustrações do Harry Clarke. Sem sombra de dúvidas, um dos livros mais belos da minha coleção. 


--- Isabelle Vitorino ---

Postar um comentário

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre.

- Caso tenha uma pergunta deixe seu e-mail abaixo que respondo assim que o comentário for lido.

- Caso sua mensagem não tenha relação com o post, envie para o e-mail.