Série de TV: Bones

O segredo está nos ossos.

Título: Bones
Ano: 2005 - Presente (Em Andamento)
Criadores: Hart Hanson
Elenco: Emily Daschanel, David Boreanaz, Michaela Conlin, Eric Millegan, TJ Thyne, Tamara Taylor, John Francis Daley.
Episódios: 166
Temporadas: 8
Gênero: Drama, Policial.
A série "Bones" gira em torno da Dra. Temperance Brennan, uma exímia antropóloga forense que trabalha no Instituto Jeffersonian e cujo passatempo é escrever romances policiais. Ela é chamada para ajudar nas investigações policiais de assassinato sempre que não é possível identificar a vítima pelos métodos tradicionais, seja porque o corpo está decomposto, foi carbonizado ou está totalmente desfigurado. O talento e a experiência de Brennan recaem em sua grande habilidade de desvendar as pistas ocultas que se escondem por trás do cadáver e/ou ossada das vitimas. Formando dupla com Booth e contando sempre com o auxílio de uma singular equipe, Brennan está sempre metida em investigações de casos que parecem serem impossíveis de serem solucionados.

Primeira formação: Hodgins, Angela, Booth, Temperance,
Zach e Cam.
Temperance Brennan é uma antropóloga forense de sucesso que construiu sua carreira baseada na inteligência, lógica e no seu talento nato para descobrir evidências coletadas durante toda uma vida analisando ossos. Por muito tempo ela trabalhou no Jeffersonian estudando ossos ligados a fatos históricos, contudo, seu brilhantismo chegou ao conhecimento do FBI e eles a convocaram para solucionar um crime trabalhando em parceria com o agente especial Seeley Booth. Vivendo uma realidade diferente da costumeira, aos poucos ela vai se apegando a esse outro lado que a antropologia lhe oferece e decide que quer continuar trabalhando na solução de casos onde só a investigação de costume não é suficiente para trazer à tona a verdade. Com a ajuda de uma equipe igualmente talentosa aos poucos Brennan vai se descobrindo e aprimorando seu jeito nada convencional de se relacionar com as pessoas.

Segunda formação: Booth, Angela, Sweets, Cam,
Hodgins e Temperance.
Comumente eu sou arrebatada por séries policias ou que tenham um fundo investigativo. Para mim, acompanhar o desenrolar dos fatos para solucionar algo verdadeiramente importante é bem mais emocionante do que assistir a uma série que só retrata a vida de alguém e seus amores, anseios e desilusões, pois quando eu estou com vontade de ver algo assim eu assisto a um filme que dura no máximo duas horas e pronto, já estou satisfeita. De verdade, não julgo quem é viciado em séries como Sex and The City, mas eu não sei como uma pessoa consegue acompanhar várias temporadas sobre as mesmas pessoas e os mesmos acontecimentos, cujo único diferencial é a abordagem do mesmo tema realizada sob uma perspectiva diferente. Eu sei, vocês devem estar pensado: “Ah, mas ela nem assistiu e está escrevendo por puro preconceito”. Certo? Errado. Eu já assisti a uma temporada e depois quando conheci séries como Bones, por exemplo, eu pensei: “Ok. Essa sim é, de fato, uma boa série e que ela vale a pena ser acompanhada”.

Os motivos nesse caso, em específico, são bem simples: originalidade, dinamicidade, inteligência e humor. É impossível assistir a um episódio e não viciar, ainda mais com uma protagonista como a Brennan, que foge dos padrões geralmente explorados, já que uma de suas principais características é a racionalidade, que na maioria das vezes colabora para cenas extremamente engraçadas com o Booth, que é o oposto dela e age de maneira totalmente emocional. Para quem já assistiu sabe que com o decorrer das temporadas um relacionamento romântico entre eles vai sendo trabalhado de forma delicada e embasado, principalmente, na amizade, mas é apenas no auge da quinta temporada que vemos um pouco mais dessa faceta sendo revelada e quando isso ocorre, podem certeza, é melhor do que qualquer sonho dos fãs.

Finn, Wendell, Arastoo, Dr. Clark e Colin
Contudo, isso não ocorre com a Angela e Hodgins, já que de tão parecidos eles acabaram por formar um casal de muitas idas e vindas, cuja tensão amorosa nunca comprometeu o trabalho, já que ambos sempre se respeitaram no Jeffersonian quando estavam separados e sempre davam um jeito de agitar as coisas quando juntos. Mas nenhum deles se compara ao Zach, sério pessoal, sinto muito falta dele e as suas aparições especiais não são suficientes para me fazer deixar de desejar que ele volte, nem mesmo a presença sempre cômica do Sweets que junto com a Daisy protagonizam verdadeiras trapalhadas com o jeito louco de se amarem ou dos estagiários que garantem sempre a diversão do espectador. De verdade, é triste quando um bom personagem se vai. Ainda bem que deixaram a Cam, as caras e bocas dela são impagáveis e ela, certamente, faria muito falta se tivesse sido retirada da séries como era previsto.


Como vocês puderam perceber, se fosse para eu continuar falando sobre Bones, eu faria isso tranquilamente, mas como sei que muita gente não vai ler nem a metade dessa resenha, fico por aqui dizendo apenas que é bom fugir dos clichês de vez em quando. No mundo do entretenimento são tantas produções que acabam sendo mais do mesmo que vale a pena ceder um pouco do nosso tempo ao que é original, principalmente, quando a produção em questão traz tudo para agradar ao gosto dos mais diversos tipos de público. Um conselho? Assistam Bones e fiquem viciados na série como eu! (risos)

Playlist:



--- Isabelle Vitorino ---

8 comments

Antonio 10 de fevereiro de 2013 09:39

Buenas, enhorabuena por el blog, me gustaría intercambiar enlaces contigo y que nos sigamos mutuamente.
Un enorme saludo desde http://orgullobenfiquista.blogspot.com/
http://bufandasybanderasamps.blogspot.com/

Oi, parabéns pelo blog, gostaria de trocar links com você e nós seguimos um ao outro.
Uma saudação enorme de http://orgullobenfiquista.blogspot.com/
http://bufandasybanderasamps.blogspot.com/

Adri Brust 10 de fevereiro de 2013 16:13

AAAA, Bones é perfeito *---*
Completamente viciada na série, é tão linda!
Assisti a primeira temporada e quase abandonei (porque eu sou medrosa e fui inventar de assistir de madrugada), mas resolvi continuar e acabei assistindo da segunda até a sétima de uma vez só, e não foi legal quando acabou, tive que ter paciência para esperar os próximos episódios e tal (não gosto disso, podia ter milhões de episódios pra você assistir quando quiser, não é? rs).
Concordo com você, séries assim tem bem mais história pra contar e são bem mais interessantes de assistir do que as séries normais (o que não quer dizer que eu não assista elas também, mas enfim).
Enfim, Bones me fez viciar em séries policiais, agora eu assisto tudo que eu acho sobre o tema, mas nada ultrapassa Bones.
Adorei o post.

beijos,
@adri_brust
http://stolenights.blogspot.com

Dany 10 de fevereiro de 2013 16:42

Eu não cheguei a acompanhar a série direitinho, vi apenas alguns episódios aleatoriamente, mais gostei muito.
Pretendo assistir ela do começo.
Bjos...

Isabelle Vitorino 10 de fevereiro de 2013 17:43

Oi Adri,

Então, já venho acompanhando Bones há um tempo, mas sempre foi esporadicamente. Contudo, em novembro comprei o box que vinha da 1ª a 6ª temporada, aí sim, fiquei viciada e não parei de assistir mais.
Das séries policias, Bones e Criminal Minds são as minhas prediletas, por isso fiz post falando sobre as duas. *-*
A minha crítica relacionada a essas séries mais "lights" está concentrada mais na mesmice do enredo delas do que em qualquer outra coisa. Para mim é tão chato assistir uma coisa que eu já sei previamente o que vai acontecer. De verdade, prefiro ser surpreendida. Mas isso não quer dizer que eu não goste de romance, porque definitivamente eu gosto, porém prefiro sempre os que são contados com inovação.
Enfim, venha nos visitar mais vezes. Adorei seu comentário.

Beijos,
Isabelle.

Anônimo 10 de fevereiro de 2013 19:07

vc tem toda a razao bones é incomparavel.Parabens pela resenha!!! a partir de agora vou visitar sempre o blog. bjos

Isabelle Vitorino 10 de fevereiro de 2013 19:57

Olá Anônimo,

Que bom que você gostou da resenha, fico muito feliz, afinal, Bones é uma das minhas séries prediletas. E claro, venha sempre nos visitar e conferir nossas postagens, elas são feitas com todo o carinho.

Beijos,
Isabelle.

Rosana Apolonio 10 de fevereiro de 2013 20:45

Quem não assistiu Bones precisa assistir urgentemente! Pense em uma série que eu adoro. Como você mesma disse, inteligente, divertida, movimentada e romântica. Adoro os casais que se formam durante a trama, é tão bom vê-los juntos depois de todo o tempo que os roteiristas exploram a relação deles que chego a sentir borboletas no estômago. rsrsrs
Adorei o post!
:D

Jessica Lisboa 3 de março de 2013 08:28

Ja tentei assistir essa serie, mas eu nao gostei dela na epoca achei tão entediante, vou tentar assistir novamente quem sabe.

Postar um comentário

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre.

- Caso tenha uma pergunta deixe seu e-mail abaixo que respondo assim que o comentário for lido.

- Caso sua mensagem não tenha relação com o post, envie para o e-mail.