Resenha: Carnaval por Luiza Trigo



Ultimamente tenho lido muitos livros nacionais, e sempre que os leio tenho a sensação de que a literatura do país está crescendo e se solidificando, o que me deixa muito feliz, pois quero ver a nossa cultura se desenvolver e os nossos autores ganharem espaço. E foi com esse pensamento intensificado que eu fechei Carnaval após uma leitura frenética que me levou a uma avalanche de emoções incrível.

Título: Carnaval
Autor (a): Luiza Trigo
Editora: Rocco
Páginas: 152
Ano: 2012
Gabi decide passar o Carnaval no Recife para rever suas primas e, principalmente, esquecer a tristeza de um namoro frustrado. Amigos, festas, blocos, shows, lugares legais, muita diversão. Mas aí... eis que surge uma grande surpresa. O que será que o destino vai aprontar para Gabi na terra do frevo?


Gabi acaba de sair de um relacionamento com o coração quebrado por uma traição sofrida, mas ela não pretende ficar em casa chorando pelo que passou, pelo contrário, ela decide curar suas tristezas em Recife e Olinda, curtindo o Carnaval nordestino com suas primas e amigos e tudo o que essa época mágica tem a oferecer. Disposta a curar suas dores ficando com todos os garotos que tivesse vontade, ela conhece Pedro, o garoto por quem todas as meninas já foram apaixonadas e Felipe, o garoto inacessível e que possui como maior defeito uma namorada ciumenta, dividida entre a razão e o coração, ela aos poucos vê todos os seus planos frustrados com a descoberta de um amor encomendado pelo destino e que tem tudo para ir além da quarta-feira de cinzas.

Sabe aqueles livros que você lê e não sai da sua cabeça por dias e dias? Bem, Carnaval é assim! Com personagens cativantes, é maravilhoso poder espiar o desenrolar dessa história pelos olhos de Gabi, uma garota animada e cheia de vontade de viver a vida, que de tão determinada, não fica sentada à espera que as coisas aconteçam, pelo contrário, ela vai atrás de tudo que deseja e fala tudo o que pensa. Carioca de nascença, ela viaja para Recife (cidade pela qual é apaixonada) em busca de diversão para curar seu coração e de colo para matar as saudades de sua família e dos seus amigos, dona de uma personalidade bem fácil de conviver ela é o tipo de personagem que você adoraria ter como amiga, pois é certo que você ansiaria por ouvir suas histórias, principalmente, aquelas que contam como foram seus relacionamentos, que na maioria das vezes acaba com uma das partes sendo "descartada" da vida do outro. 

Mas não é só isso! Gabi é uma figura, ri demais com ela e seu jeito atrapalhado de agir quando o Filipe estava por perto, mas também, ela tinha motivos, o garoto é "A" perfeição, tenho certeza que se encontrasse com um desses na vida real não largaria nunca mais, pois ele faz bem o estilo príncipe encantado que toda garota sonha em conhecer, toca violão, estuda cinema e tem uma estante de livros de fazer inveja. Sem contar que ambos possuem amigos hilários que só acrescentaram a história. Para mim foi uma delícia ler as conversas deles, eu me senti parte desse grupo que está sempre em busca de diversão e que são unidos como uma família (queria que todos eles fossem reais!).

De posse de uma escrita leve e fluída, Luiza me encantou do inicio ao fim. Foi simplesmente maravilhoso poder ler e sentir a cidade nas suas descrições. Amei de verdade o livro. Principalmente, por ter feito eu me apaixonar de novo pelo meu estado, que é lindo, tem cultura e muita história para contar! 


Entrevista com Luiza Trigo

Carnaval é um livro doce e divertido que vai te fazer sentir saudades dos amigos, das viagens e dos amores, apesar da pouca quantidade de páginas é fácil se deixar levar pela escrita da autora Luiza Trigo que consegue conduzir o leitor habilmente por uma intricada trama de emoções que tornam o livro simplesmente inesquecível. Sem sombra de dúvidas uma história para ser lida e relida! 


Ele veio em minha direção e me abraçou. Dessa vez eu não pude recuar. Dei um abraço apertado nele. Foi melhor que qualquer abraço recifense. E o que eu temia antes aconteceu. Naquele momento exato, a angústia e a dor que sentia ganharam outro nome. Havia borboletas no meu estômago. E elas batiam freneticamente, querendo sair. Senti o perfume dele e suspirei para mim mesma. Minha vontade era de nunca mais ser daquele abraço, muito menos de Recife. [...] Pág. 67

Playlist:


--- Isabelle Vitorino ---

8 comments

Clara Beatriz 6 de julho de 2012 13:42

Eu fico com um pé atrás quanto a ler livros com personagens assim como a desse livro. Sim, é muito bom que os autores nacionais ganhem espaço, mas sinceramente isso de "ficar com quantos garotos lhe der vontade" eu considero uma falta de respeito com a própria mulher, sabe? Humpf. Se a narrativa da autora é tão fluida, quem sabe outro livro dela, né? =)
maravilhosomundodetinta.blogspot.com.br

Jenice Franca 6 de julho de 2012 17:20

Oi, Isabelle!
A julgar pela sua resenhar, o livro parece ser muito gostoso de se ler.Principalmente, por entrar por nos ambientar em cidades do nosso país e depois por nos inserir no contexto da história.
Olha, eu também fico muito feliz de ver o êxito dos escritores brasileirios contemporâneos.E em razão deste êxito, as editoras perceberam que tem demanda de público e , paulatinamente, tem oferecido um espaço maior aos autores brasileiros. Mas, creio que ainda deve ser muito difícil de se entrar no mercado editorial brasileiro.

Abraços

Rosana Apolonio 6 de julho de 2012 22:59

É raro eu gostar de livros passados aqui no Brasil, sempre tenho a impressão de que os autores são muito óbvios com relação aos pontos turísticos abordados na história, mas parece que esse não é o problema de Carnaval... A premissa da história também parece ser bem bacana, acho que esse livro é bem no estilo de romance para se ler num fim de tarde. Gostei!
=D

P.S. Playlist totalmente em sintonia com o tema do livro, não é?

Amor de Livros 7 de julho de 2012 13:24

eu estou lendo bastante livros de autores nacionais. E confesso que estou gostando. Eles têm me atraído bastante. Não conhecia esse livro!

Ni - [amor de livros]
http://amordelivros.blogspot.com.br/

Jadi Soares 9 de julho de 2012 22:21

A capa do livro é indiscutivelmente linda! E, apesar da história não ter me chamado tanta a atenção, confesso que o pano de fundo em Recife me atrai!
Ainda mais pq eu sou nordestina, e acho que msm com toda a dificuldade que as cidades do nordeste enfrentam, a beleza natural de cada cidade é indiscutivel.

Samira Chasez 10 de julho de 2012 19:21

Esse livro é maravilhoso, e eu nunca tinha nem ouvido falar dele.. E o design da capa que coisa linda... Não sou muito fã de histórias passadas aqui no Brasil, mas vou dar uma olhada nessa

Mariana Guimarães 10 de julho de 2012 21:34

hahaha... Amei a capa e a história e isso sou de de pernambuco também e caramba esse eu vou comprar :)

Paula Camargo 7 de agosto de 2012 21:07

A capa realmente foi bem escolhida! Editora Rocco,o preço deve ser salgado hein!
ótimo ver que os escritoes nacionais estão se desenvolvendo

Postar um comentário

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre.

- Caso tenha uma pergunta deixe seu e-mail abaixo que respondo assim que o comentário for lido.

- Caso sua mensagem não tenha relação com o post, envie para o e-mail.