#viroufilme

Eai, galera do blogmundodoslivros!

Hoje excepcionalmente, a coluna vai ao ar em uma quarta-feira.

Hoje vamos mergulhar em uma época sombria para todos nos, a segunda guerra mundial, e vamos analisar a adaptação de O menino do pijama listrado.


Sinopse do Livro:

Bruno tem nove anos e não sabe nada sobre o Holocausto e a Solução Final contra os judeus.Também não faz idéia de que seu país está em guerra com boa parte da Europa, e muito menos de que sua família está envolvida no conflito. Na verdade, Bruno sabe apenas que foi obrigado a abandonar a espaçosa casa em que vivia em Berlim e mudar-se para uma região desolada, onde ele não tem ninguém para brincar nem nada para fazer. Da janela do quarto, Bruno pode ver uma cerca, e, para além dela, centenas de pessoas de pijama, que sempre o deixam com um frio na barriga.

Em uma de suas andanças Bruno conhece Samuel,um garoto do outro lado da cerca que curiosamente nasceu no mesmo dia que ele. Conforme a amizade dos dois se intensifica, Bruno vai aos poucos tentando elucidar o mistério que ronda as atividades de seu pai. O menino do pijama listrado é uma fábula sobre amizade em tempos de guerra, e sobre o que acontece quando a inocência é colocada diante de um monstro terrível e inimaginável

      
Ficha tecnica do filme:

Título original: (The Boy in the Stripped Pyjamas)
Lançamento: 2008 (EUA, Inglaterra)
Direção: Mark Herman
Atores: Asa Butterfield, Zac Mattoon O'Brien, Domonkos Németh, Henry Kingsmill.
Duração: 94 min
Gênero: Drama

     
O que mas me chamou atenção nessa adaptação foi a lealdade ao livro, as descrições dos personagens são seguidas  na adaptação.

Uma adaptação de um livro dramático, que aborda um tema delicado, e nos mostra como a inocência de uma criança pode apaziguar um ambiente tão pesado e improprio.

Os autores nos passam a  insegurança e o medo, por um comflito que possa afetar sua familia, e os atores mirins, são otimos e nos comovem do inicil ao fim.

O filme consegue comover  o publico, e mostrar de uma forma "leve" a situação da época

Recomendo muito o livro e o filme, em épocas de livros teens, O menino do pijama listrado, consegue chamar mais atenção do que certos livros.                                                                                                                                                                                   

6 comments

Lucas de Freitas Pereira 24 de julho de 2011 13:25

verdade esse livro chama mais a atenção do que muito livro que eu ja vi .

Gisele 30 de julho de 2011 02:08

Confesso que nunca li nem vi o filme...me disseram que ambos são bons...
Nossa eh muito bom ver filmes que são leais a livros, assim não há aquela decepção e falta de interesse na obra!

bjus

Amor de Livros 11 de julho de 2012 08:31

Quero ler e quero assistir o filme. Ainda não tenho o livro e não sei porque fico adiando. =-(

Niii [amor de livros]

Samira Chasez 18 de julho de 2012 18:08

Eu nunca li esse livro... Mas, eu tb não vi o filme... Não me agradei do enredo do filme e do livro

Jadi Soares 19 de julho de 2012 23:44

Confesso que nao cheguei a ler o livro mas assisti o filme e nossa, me segurei mt pra nao chorar. Nas duas vezes já que assiti sempre fico com lagrimas nos olhos. So de retratar a segunda guerra mundial já acho triste, pois esse foi um periodo que é marcante por seu massacre aos judeus. E o filme retrata bem essa realidade.
Apesar de ouvir varios comentarios de pessoas que assistiram e nao gostarm do filme por causa do final, foi justamente por causa do final que mais gostei. Acho que as pessoas que faziam essas maldades com os judeus deveriam sentir na pele como doía perder um parente.
bjim

Fellipe 20 de julho de 2012 16:45

Não gosto de história que se passem em epocas antigas, mas essa eu tenho vontade de pelo menos assistir o filme, pois parece mesmo bem comovente!

Postar um comentário

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre.

- Caso tenha uma pergunta deixe seu e-mail abaixo que respondo assim que o comentário for lido.

- Caso sua mensagem não tenha relação com o post, envie para o e-mail.