Resenha: Cem Toques Cravados por Edson Rossatto

Título:  Cem Toques Cravados
Autor(a): Edson Rossatto
Editora: Andross
Ano: 2010
Páginas: 128
Os nanocontos estão para a literatura assim como as tiras estão para os quadrinhos: uma mensagem rápida, de sentido completo e instantâneo, num espaço reduzido. O escritor e roteirista Edson Rossatto vem se dedicando ao gênero nos últimos meses e acaba de reunir sua produção no livro Cem Toques Cravados, que tem lançamento no dia 4 de novembro, em São Paulo.  Alguns dos nanocontos apresentados na obra são inéditos, enquanto outros foram publicados originalmente no blog www.cemtoquescravados.com e no Twitter (@cemtoques). Desde setembro, alguns deles vêm sendo veiculados nos vagões do metrô de São Paulo por meio da TV Minuto.

Inspirado no livro 16 Linhas Cravadas, do escritor e ator Mário Lago, Rossatto impôs-se o desafio de escrever os nanocontos com exatos cem caracteres, como Mário se impôs escrever com exatas 16 linhas. O autor lembra que outra inspiração foi o trabalho dos desenhistas de tiras de quadrinhos. "Como não sei desenhar, parti para um formato literário que tivesse o mesmo efeito das tiras", explica.

Recheados de fina ironia, os nanocontos de Rossatto assemelham-se a outro gênero literário, a crônica. Em sua maioria, são instantâneos do cotidiano, mas há também textos em forma de epitáfios, classificados e outros. Cem Toques Cravados é um livro inovador, nunca tinha visto um livro com este tema antes, deve ser muito complicado escrever nanocontos com exatos 100 caracteres, o autor está de parabéns por este feito, já pelos nanocontos ele está mais que de parabéns, pois os nanocontos são simplesmente ótimos.

Em volta dele fadas, dragões, elfos...
"Isso não existe!". Sumiram.
O adulto nasce, a criança morre.

Os nanocontos são repletos de situações do dia a dia com um pouco de humor ou drama. Este livro foi feito para pessoas que gostam de ler ou para pessoas que dizem não ter "tempo" para ler, pois a leitura é muito rápida. Eu, por exemplo, devorei as 128 páginas em apenas 30 minutos. Isso mostra como a leitura é super rápida e também muito legal.

EPITÁFIO:
" Aqui jaz Zé Tonhão, que,
em vida, nunca pediu desculpas
(e morreu exatamente por isso!)".

Eu recomendo muito este livro e mais uma vez parabéns ao Edson Rossatto por criar um livro simplesmente ótimo.

"Ninguém nas galáxias acredita
nesse concurso. A vencedora do Miss
Universo é sempre uma terráquea".

O lançamento do livro ocorrera no dia 04/11, as 18h30min, na Livraria Martins Fontes - Av. Paulista, 509 - São Paulo - SP - (próximo a estação Brigadeiro de Metro) e para adquirir o livro acesse aqui! Quer ler mais nanocontos acesse o site oficial do livro!




4 comments

Yon 30 de outubro de 2010 22:26

Parece ser um excelente livro.Eu gosto demais de mine contos... Gostei da resenha e gostei muito do blog.Estou acompanhando e voltarei para ler mais!

Abraços...

Yon

Izabella 1 de novembro de 2010 10:29

Caracaaa esse super está super, mega comentado. Adorei a idéia do autor, super criativo!

Beijão

Samira Chasez 19 de julho de 2012 21:18

Não sou muito chegada a esse tipo de literatura, mas gostei da resenha que tu fez para o livro.. Leva a pessoa, que nem eu, que não gosta de um determinado estilo acabar se supreendendo com a vontade de ler.

Jadi Soares 24 de julho de 2012 21:19

Parece super interessante!!! *-*
Olhando a capa assim, parece aqueles livros com ilustrações e de capa dura que geralmente compramos pra presentear alguém!
Uma leitura que deve ser rápida mas prazerosa!!

Postar um comentário

Obrigada pela visita, dê sua opinião, participe e volte sempre.

- Caso tenha uma pergunta deixe seu e-mail abaixo que respondo assim que o comentário for lido.

- Caso sua mensagem não tenha relação com o post, envie para o e-mail.